Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
O médico cirurgião plástico Charleston Atala inclui a terapia em seus procedimentos
publicidade
publicidade

Vida

Células da beleza: terapia celular usada em favor da estética

Cada vez mais cirurgiões plásticos e dermatologistas se utilizam da técnica para promover resultados mais satisfatórios


25/04/2013 às 08:56

As células-tronco renovaram a esperança de cura de doenças genéticas e se mostraram capazes também de renovar a beleza das pessoas. Cirurgiões plásticos do mundo inteiro estão experimentando a novidade para dar mais volume aos seios e bumbum.

Mas a técnica não é nova para o Doutor Charleston Atala. Ele garante ter incluído as células-tronco em seus procedimentos há anos: “Usar celulas-tronco para fazer o bumbum crescer é a grande novidade hoje em dia, mas já faço isso há dez anos. Com a diferença de que nunca publiquei”, afirma o cirurgião plástico, que atua em Manaus.

Vantagens

Comparado aos recursos tradicionais, o novo método deixa cicatrizes mínimas, segundo explica o especialista, que pontua mais vantagens: “O bumbum sobe, isso não só dá volume como alonga o corpo”. E para manter tudo no lugar só precisa acertar o ponteiro da balança: “Não precisa passar a frequentar a academia. Não quero que ela engorde ou emagreça, só que mantenha o peso”, afirma.

publicidade

O doutor Atala tem como objetivo a perfeição: “Minha paciente tem que poder tirar a roupa, acender a luz e se sentir bonita de todos os ângulos”, diz o cirurgião plástico. “Coloco a gordura no lugar certo. É como uma escultura na matéria viva”, pontua.

Mas também afirma não remodelar apenas a parte física: “Têm mulheres que só trabalho o corpo, mas que também saem com o rosto rejuvenescido. Isso acontece porque elas estão felizes, se sentindo bem, lindas”, revela.

Destaque

Células-tronco são células primitivas, produzidas durante o desenvolvimento do organismo e que dão origem a outros tipos de células. Uma das principais aplicações é produzir células e tecidos para terapias medicinais. Somente em alguns países o uso das células-tronco não têm restrições e o Brasil, por enquanto, não é um deles.

publicidade
publicidade
Repasse da ANS ao SUS atinge recorde de R$ 783 milhões em 2018
Música clássica inspira exposições fotográficas em cartaz na capital
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.