Publicidade
Entretenimento
Vida

Chef Felipe Schaedler comemora sucesso de sua atuação em restaurante de Alex Atala

Ele não só cumpriu com louvor a missão dada, colhendo inúmeros elogios da clientela exigente, como também encheu de orgulho o povo do Amazonas 30/06/2015 às 11:24
Show 1
Alex Atala e Felipe Schaedler
ARTUR CESAR SÃO PAULO

O chef Felipe Schaedler desembarcou em São Paulo com 200 quilos de ingredientes típicos da nossa região e uma missão difícil pela frente: assumir por uma semana a cozinha do Restaurante Dalva e Dito, do premiado Alex Atala. Ele não só cumpriu com louvor a missão dada, colhendo inúmeros elogios da clientela exigente, como também encheu de orgulho o povo do Amazonas. "Foi muito legal perceber o orgulho dos amazonenses vendo a culinária da terra sendo apresentada em um local tão importante quanto esse", declarou Felipe na sexta-feira, 26, último dia da semana especial vivida por ele na capital paulista.

O chef contou orgulhoso sobre um elogio público vindo do próprio Alex Atala. "Ele deu uma entrevista dizendo que a costela de tambaqui que ele provou talvez tenha sido o melhor prato que já comeu este ano", recorda Felipe, entre um sorriso de satisfação. Não é para menos, Atala já foi eleito diversas vezes como o melhor chef do Brasil e seu restaurante D.O.M. figura entre os melhores do mundo, segundo a crítica especializada.

Por isso a apreensão de Felipe ao aceitar o convite. "Fiquei uma semana sem dormir direito antes de vir para São Paulo para esta semana especial no Dalva e Dito". Afinal, tratava-se de uma faca de dois gumes, caso as receitas preparadas por Felipe não fosse aprovadas pelo público, isso poderia representar uma "senhora" bola fora na carreira dele. A repercussão, ao contrário, foi para lá de positiva. Foram comercializados 260 menus ao longo da semana passada. Um verdadeiro sucesso.

O menu

Durante a entrevista com a reportagem do jornal A CRÍTICA, uma senhora que estava sentada ao lado da nossa mesa interrompe a conversa apenas para elogiar as receitas de Felipe. "O mini arroz com leite de castanha e aviú é maravilhoso, isso sem falar na costela de tambaqui e ariá", diz a nossa vizinha, que estava pela terceira vez naquela semana voltando para provar das delícias da culinária amazônica.

A costela de tambaqui, aliás, foi um dos pratos que mais chamou a atenção dos clientes do Dalva e Dito. Felipe levou 40 quilos do peixe para São Paulo, além de outros 40 de pirarucu. Nesse último caso, ele preparou o peixe com leite de coco e puxuri. Quem teve o privilégio de provar as criações do chef pôde experimentar ainda um chibé com abacaxi do Amazonas, formiga saúva e pimenta Baniwa de entrada, além de um pé de moleque de banana e calda de cumaru de sobremesa. Tudo isso, harmonizado com uma deliciosa variação de vinhos brancos.

Pesquisa e amizade

A relação de Felipe Schaedler com Alex Atala vem de longe. O primeiro fez o tão concorrido estágio na cozinha do D.O.M. e posteriormente criou um laço de amizade com o premiado chef. Este ano, ele acompanhou pela segunda vez Alex Atala a uma viagem de descobertas gastronômicas até o Município de São Gabriel da Cachoeira (AM).

"Poder conviver com o Alex assim tão de perto é um verdadeiro aprendizado. Essa inquietação dele é fascinante. Um cara sempre preocupado com a qualidade, que procura sempre estar se atualizando", observa. Na semana em que esteve no comando da cozinha do Dalva e Dito, Felipe pôde receber toda a generosidade de Atala e de sua equipe. "Ele (Alex) não interferiu em nada. Chegou para mim e disse: 'A cozinha é sua'", lembra Felipe.

"Respeito muito. A seriedade, a pesquisa com os cogumelos, a qualidade técnica", declarou Atala sobre o colega do Amazonas. Em entrevista ao jornal A CRÍTICA, ele ainda comentou a respeito de suas incursões pelo Estado. "É o coração do meu trabalho. Desde o início do D.O.M., privilegiamos os ingredientes brasileiros, com destaque para os amazônicos. Tucupi, tapioca, pirarucu, jambu, açaí, priprioca, cupuaçu, castanha do Brasil e formiga são alguns deles".

Algumas das receitas apresentadas por Felipe ao público paulista estarão, em breve, no menu de seu restaurante em Manaus, o Banzeiro, localizado no Vieiralves. Uma boa oportunidade de provar novamente as receitas que fizeram a cabeça (e o estômago) dos paulistanos.  

Publicidade
Publicidade