Domingo, 16 de Junho de 2019
Vida

Chefe de cozinha leva comida amazônica para Portugal

Chef Paulo Fortunato organiza pré-lançamento de festival de culinária da região em Algarve, Portugal. O evento será o pré-lançamento do “Festival Amazônico”



1.gif O chef Paulo Fortunato busca apoio para a realização de evento voltado para a gastronomia da Amazônia
16/01/2013 às 10:02

Convidado para representar a culinária amazônica na Europa, o chefe de cozinha Paulo Fortunato organiza um jantar especialmente voltado para a gastronomia regional na cidade de Algarve, Portugal. O evento acontecerá em fins de fevereiro e será o pré-lançamento do “Festival Amazônico”, que acontece na cidade portuguesa em junho.

Para viabilizar o projeto, o chef iniciou uma campanha de crowdfunding – tipo de financiamento em que pessoas físicas podem contribuir por meio de uma plataforma virtual. “Queremos fazer um jantar para pessoas ligadas ao governo e à cultura de Portugal com o objetivo de tornar a culinária amazônica mais conhecida no país”, explica ele.

Entre os pratos que Paulo deve levar para apresentar ao público português, estão o tambaqui ao molho de acerola, o bodó com cuscuz de farinha do uarini e o “tamba-tajá”, pirarucu com calda de ameixa servido com purê de banana e pasta de queijo. Os três pratos são de sua autoria. “Busco fazer uma fusão da gastronomia regional com a internacional, resultando em uma comida amazônica mais moderna”, diz o chef. “A nossa culinária é uma das mais autênticas do Brasil e precisa ser mais conhecida”.

O Festival Amazônico é uma realização da Galeria Amazônia, instituto com sede em Algarve que tem como objetivo difundir na Europa as expressões da cultura regional amazônica. Paulo Fortunato e a chef manauara Martina Sipelli representarão a culinária típica ao lado de apresentações de dança, música, artes plásticas e artesanato da Amazônia.

Quem tiver interesse em contribuir com a realização do pré-lançamento pode realizar doações por meio da plataforma ppl.com.pt/pt/prj/amazonia. Cada valor doado dá direito a recompensas que vão desde a divulgação do nome na lista de agradecimento até a participação no jantar.

O chef

Paulo Fortunato nasceu em Belém, mas vive em Manaus desde 1990. O chef se dedica à gastronomia regional há 16 anos e já trabalhou nos restaurantes Açaí e Cia. e Turyiá (hoje Waku Sese). Também foi um dos fundadores do Uarini Sabores da Floresta, onde atuou até novembro passado.

Autodidata, Fortunato diz que sua cozinha é “intuição, inspiração e pesquisa”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.