Publicidade
Entretenimento
Chocolate

Chocolate, mocinho ou vilão? Depende de você

Atenção, chocólatras! O tão desejado doce feito da manteiga do cacau pode ser um bom aliado da saúde. Confira as dicas de especialistas 28/03/2013 às 10:07
Show 1
O chocolate também está associado ao prazer, pois aumenta a produção de serotonina no cérebro
Israel Conte ---

Os chocólatras de plantão estão lendo esta matéria certamente com água na boca e  já pensando em quantas barrinhas poderão comer por dia. Mas calma! Chocolate é bom para saúde, mas desde que consumido com  moderação.

As descobertas científicas revelam que o chocolate  protege o coração, ajuda a prevenir o diabete tipo 2, reforça as defesas do corpo e ainda auxilia no controle do apetite.  Mas como isso é possível?

“O segredo dos benefícios do chocolate está na quantidade de cacau. Quanto maior o teor da manteiga  fruta, mais ele terá substâncias antioxidantes  que combaterão com mais eficiência os radicais livres (o que evitará doenças) e os problemas cardiovasculares  ”, informa  a nutróloga Isolda Prado (3633-4372).

O chocolate também está associado ao prazer. “Isso porque ele aumenta a produção de serotonina no cérebro  ligada à sensação de prazer”, diz Isolda.

E é justamente por conta desse alívio vindo da serotonina que as mulheres, quando estão na  tensão pré-menstrual, a temida TPM,  procuram pelo doce.

Consumo

Por ser um alimento muito calórico,  o chocolate deve ser consumido moderadamente.  “Cada 100 g de um bom chocolate  produzem  aproximadamente 540 calorias”, informa o nutrólogo Jorge Aguiar (3233-0006).

“O chocolate também é rico em magnésio e o déficit desta  substância está relacionado com algumas patologias tais como  estresse, alcoolismo, diabetes”. Estudo sobre o chocolate, desenvolvido na Universidade da Califórnia e publicada na The Lancet,  mostra que no chocolate encontramos polifenóis que têm fundamental importância em evitar a oxidação das gorduras , em particular, o LDL colesterol (colesterol ruim). “Estes polifenóis são semelhantes  aos encontrados no vinho”, completa Aguiar.

Um estudo suíço datado de 2000 revelou que indivíduos que  consumiam chocolate regularmente, viviam pelo menos sete anos mais que o grupo de controle que raramente ou nunca comia chocolate.

Os nutrólogos, porém, orientam que  chocolate é bom sim, mas desde que seja meio amargo e possua acima de 60% do teor de  cacau. 

Mais informações sobre o chocolate

- O cacau contido no chocolate é uma fonte de flavonoides - substâncias antioxidantes, que auxiliam na eliminação de radicais livres e conseguem inibir o acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos, colaborando para a proteção cardiovascular.

- Alguns estudos demonstram que os polifenois contidos no cacau são capazes de promover vasodilatação, diminuindo a pressão sanguínea e colaborando na prevenção de acidentes vasculares cerebrais (AVC) induzidos por hipertensão arterial.

- O chocolate mais benéfico para a saúde é o amargo, pois contém mais cacau e muito menos açúcar.

- Os chocolates ao leite e branco contêm mais açúcar e gordura e podem elevar os níveis de glicemia e de colesterol do organismo. Portanto, deixam de ter atividade cardioprotetora ou qualquer propriedade nutricional benéfica.

- O chocolate possui cafeína, que pertence a uma classe de compostos chamada xantinas, consideradas potentes estimulantes.

- Os alimentos com elevado teor de açúcar podem causar sensação de prazer uma vez que induzem à produção de uma substância no cérebro chamada serotonina, que promove sensação de bem estar.

Fonte: Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos - São Paulo

Publicidade
Publicidade