Publicidade
Entretenimento
história

Cine Teatro Guarany exibe mostra de cinema colombiano a partir desta segunda (19)

Mostra gratuita com filmes que remetem à história da Colômbia termina na sexta-feira (23) 19/11/2018 às 09:46
Show bv0308 002f e355ecf9 2c8d 4345 9363 4c734f924e42
Foto: Divulgação
Hanne Assimen Manaus (AM)

De 19 a 23 de novembro acontece a Mostra de Cinema Colombiano, no Cine Teatro Guarany, localizado na avenida Sete de Setembro, anexo ao Palácio Rio Negro, no Centro de Manaus, com entrada gratuita e início sempre às 19h.

Durante os cinco dias serão exibidos os filmes “O silêncio dos fuzis”, “Mateo”, “Mamá”, “De amor e outros demônios” e “Colômbia, magia selvagem”.

“Para nós é importante viabilizar que o público amazonense conheça a produção cinematográfica de outros países, conhecer a história, ampliar os horizontes dos expectadores locais”, enfatizou Suzy Osaqui, assessora de relações internacionais da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

Nesta segunda-feira (19), primeiro dia da mostra, como filme de abertura será exibido o documentário “O silêncio dos fuzis” (2017). A produção conta a história de dois inimigos irreconciliáveis que se sentam a mesa para discutir. Por um lado, a visão do presidente colombiano e vencedor do Prêmio Nobel da Paz, José Manuel Santos, e, por outro, o líder do guerrilheiro das FARC, Timochenko. A diretora do filme, Natalia Orozco, mostra os argumentos das duas partes e insere uma narração marcada por reflexões.

Na terça-feira (20), é a vez do drama “Mateo” (2014). Com direção de Maria Gamboa, narra a história de Mateo, um jovem de 16 anos, que extorque dinheiro de lojistas em  nome do tio, um chefe de gangue local. Ele se infiltra num grupo teatral para desvendar as atividades políticas de seus membros. À medida que ele se encanta com o estilo de vida criativo do grupo, crescem as demandas de seu tio para que produza evidências que incriminem os atores. Sob pressão, Mateo precisa tomar decisões difíceis.

A apresentação do drama “Mamá” (2015), com direção de Phillipe van Hissenhoven, acontece na quarta-feira (21). Victoria recebe uma visita inesperada de sua filha Sara, com quem ela não tem falado e que pede para que cuide por alguns dias de sua neta Nicole, de 7 anos. Avó e neta vivem o dia a dia do campo e, após um evento alarmante e notícias surpreendentes, Sara retornará a casa para se reconciliar com sua mãe.

Na quinta-feira (22), é a vez do romance “De amor e outros demônios” (2009). Num cenário sombrio do período colonial em Cartagena das Índias, na Colômbia, a jovem Sierva María, de 13 anos, quer saber como é o sabor dos beijos. Ela é filha de marqueses ricos, mas foi criada por escravos africanos. Quando um cão raivoso a morde, o bispo acredita que um demônio a possuía e ordena que a tranque e exorcize. O vigário e a menina serão seduzidos por um demônio, o que os faz manter um relacionamento amoroso escondido de todos, o que culmina em um desfecho trágico. O filme é baseado no romance escrito por Gabriel García Márquez em 1994 e é recomendado para maiores de 18 anos.

O encerramento da mostra, na sexta-feira (23), conta com o documentário “Colômbia, magia selvagem” (2015). A direção de Mike Slee mostra a biodiversidade de parte da Colômbia em uma narrativa com lugares contrastantes,  como as profundezas do Oceano Pacífico na Ilha de Malpelo, a chegada de baleias jubarte a cada ano, o voo do condor no Parque Natural Nacional El Cocuy, a Amazônia e as Ilhas Providência. Também mostra  espécies da fauna nacional.

Publicidade
Publicidade