Publicidade
Entretenimento
Vida

Cineastas e cinéfilos do AM dão seus palpites sobre premiação do Oscar 2016

Edição deste ano da maior premiação do cinema mundial levantou discussões importantes e está cercada de expectativas a respeito da indicação do ator Leonardo DiCaprio 27/02/2016 às 19:54
Show 1
Este ano são oito indicados à categoria de Melhor Filme
ROSIEL MENDONÇA Manaus (AM)

Se o Leonardo DiCaprio ganhar o Oscar, todo mundo se encontra no Largo São Sebastião - assim batizaram um evento criado no Facebook nessa semana. Inspirada em outros encontros marcados em diversos países, a iniciativa demonstra o quanto o Oscar 2016 está cercado por expectativas. Afinal, a premiação que acontece neste domingo, em Los Angeles, pode enfim render a primeira estatueta ao ator por sua desenvoltura em “O Regresso”, filme de Alejandro González Iñárritu.

Mas não foi só DiCaprio que fez do Oscar desse ano um dos mais aguardados. O Brasil estará representado pelo filme “O menino e o mundo”, que concorre a Melhor Animação, e “O abraço da serpente” pode render um Oscar de Melhor Filme Estrangeiro à Colômbia, o que atrairá ainda mais atenções para as produções latinoamericanas.

Para Susy Freitas, do blog amazonense Cine SET, um tema que também marcou essa edição pode mudar a feição do Oscar a médio e longo prazo. “No ano passado foi muito forte a questão do protagonismo feminino, e dessa vez a ausência de artistas negros entre os indicados ajudou a ampliar esse debate sobre representatividade”. 

Pressionada, a Academia chegou até a anunciar mudanças no processo de escolha de seus membros votantes. “Espero que a polêmica se mantenha e que a gente perceba mais iniciativas ao longo do ano para mudar esse quadro”, completa Susy. Confira mais palpites de pessoas ligadas ao cinema amazonense:

Susy Freitas, da equipe do Cine SET

Um Oscar quase certo: Não é possível que o Leonardo DiCaprio não leve esse ano. A Kate Winslet (indicada a Melhor Atriz Coadjuvante) também foi a favorita em várias premiações. E Brie Larson como Melhor Atriz. Para Melhor Filme é que está meio bagunçado, mas acredito que “O Regresso” leve.

Um filme ou artista que poderia ter sido indicado: “Carol” foi meio ignorado como um todo. A Rooney Mara acabou concorrendo como coadjuvante, mas poderia ter sido tranquilamente indicada a Melhor Atriz.

Quem gostaria de ver ganhand: “Mad Max” como Melhor Filme, mas não vai acontecer porque a Academia não tem a tradição de premiar filmes desse gênero aventura/ação.

O que pode mudar na cerimônia ou no sistema do Oscar: O perfil dos votantes, com a entrada de um pessoal mais variado. Percebe-se hoje um padrão muito claro de filmes que são privilegiados.

Sérgio Andrade, diretor de “Antes o tempo não acabava” e “A floresta de Jonathas”

Um Oscar quase certo: Ah, o Leo de Caprio né? Se não ganhar, o Oscar será um eterno “quase” na vida dele e vai ganhar um daqueles prêmios honorários quando ficar velhinho.

Um filme ou artista que poderia ter sido indicado: Apichatpong Weerasethakul (diretor tailandês) por seu filme “Cemitério do Esplendor”. Seria muito estranho, mas lindo.

Quem gostaria de ver ganhando: “O filho de Saul” (categoria Melhor Filme Estrangeiro), filme forte. Também gostaria de ver “O menino e o mundo” (animação) ganhar.

O que pode mudar na cerimônia ou no sistema do Oscar: As piadas realmente poderiam ter graça. E um Oscar para filmes mais indies e autorais.

Aldemar Matias, diretor de “El Enemigo”

Um Oscar quase certo: DiCaprio. Ele ter passado por uma prova física extrema no filme do Iñarritu parece a oportunidade perfeita pra ele receber um Oscar “compensatório” pelos outros papéis dele que não foram premiados.

Um filme ou artista que poderia ter sido indicado: “Tangerine” (de Sean S. Baker). Vai na contramão das megaproduções e apresenta a obra mais energética do ano, filmada com um iPhone. A Academia perdeu a oportunidade de indicar, pela primeira vez, uma atriz transgênero.

Quem gostaria de ver ganhando: “The Look Of Silence” (Melhor Documentário). Nem Hitchcock conseguiu criar tanta tensão. São personagens reais, vivendo uma ditadura real, buscando respostas reais.

O que pode mudar na cerimônia ou no sistema do Oscar: Incluir os documentários na categoria de Melhor Filme.

Tom Zé, coordenador do Cine&Vídeo Tarumã

Um Oscar quase certo: Acho que “O Regresso” vai emplacar, não sei se em direção ou Melhor Filme. Acho que as chances do DiCaprio são realmente grandes, ainda que a atuação dele seja exagerada como em outros papéis dele. 

Um filme ou artista que poderia ter sido indicado: O alemão “Victoria” (de Sebastian Schipper), com um único plano-sequência em duas horas de filme. Tem uma fotografia primorosa.

Quem gostaria de ver ganhando: “Cinco graças” (Melhor Filme Estrangeiro). É muito interessante do ponto de vista de como foi feito e do que trata, que é tentar romper as restrições de algumas tradições da sociedade.

Publicidade
Publicidade