Domingo, 26 de Setembro de 2021
Lançamento

‘Clarissa’ canta amor e vulnerabilidades em primeiro EP homônimo, sonha com estreia nos palcos e show em Manaus: ‘Está na Lista’

A artista carioca lançou seu primeiro EP e um videoclipe inédito. Ao A CRÍTICA, Clarissa contou do desejo de vir a Manaus com seu trabalho



WhatsApp_Image_2021-07-13_at_20.54.04_C0693841-E484-484E-9F00-A36DC6DEDF3B.jpeg Foto: Divulgação
13/07/2021 às 23:29


No dia 25 de Junho, o pop nacional ganhou mais uma representante. Com apenas 22 anos, Clarissa Muller ou só Clarissa (como ela mesma prefere) já é conhecida na internet, tem um bom repertório no cinema nacional como atriz e possui mais de 1 milhão de seguidores nas redes sociais.

Agora, Clarissa quer também voar alto na música. Ao A CRÍTICA, em uma conversa super descontraída, ela deu spoilers e compartilhou sonhos para a vida pós-pandemia. 



Com 5 faixas autorais e inéditas, Clarissa colocou uma boa dose de amor e vulnerabilidade em seu primeiro EP. Com canções no estilo Pop Alternativo, a artista investe no seu timbre suave e não ignora o inconfundível sotaque carioca ao interpretar suas canções.

O EP, que está em produção há mais de 1 ano e meio, teve início um pouco antes da pandemia de Covid-19. Clarissa explica que o projeto leva seu nome porque é extremamente pessoal e sincero. “Tem muita coisa minha. Basicamente eu conto histórias sobre coisas que aconteceram comigo, coisas que eu sinto que fazem parte da minha vulnerabilidade, então tem Clarissa de ponta a ponta”, explica.

O nome também vem para uma afirmação pessoal da artista, que confessou pensar na escolha como uma necessidade. “Eu nunca pensei que pudesse ser de outra forma. É muito importante para mim reafirmar o meu nome. Eu acho que as pessoas me chamam muito de ‘Clapi’, ‘Clara’. Meio que eu sinto que a internet não conhece o meu nome de fato e acabou se tornando uma forma simbólica de me perceber reconhecida fora de um personagem, fora de uma pessoa no Instagram, personagem de filme, série. Eu ali. Nua e despida”, confessa.

A produção é assinada por Bárbara Dias, Julinho Raposo e William Pimenta. Clarissa conta também, que está apaixonada pelo seu videoclipe. “O clipe foi feito com muito carinho e eu idealizei roteiro junto com o Matheus Sodré. A gente pensou numa coisa ligada à narrativa da música. O clipe está lindo”, disse
 
Como todo artista independente, Clarissa sonha com palcos, shows e festivais. “É muito surreal imaginar isso tanto como cantora e também com uma pessoa. Imaginar todo mundo junto, de novo em um festival, aglomerando. Risos (sic). Mas eu espero conquistar um público suficiente para montar um showzinho maneiro. A minha coisa preferida no mundo é ir em shows. Então, se eu puder proporcionar essa experiência para alguém eu já estou feita na vida com certeza”, confessa.

Saudosa, a artista lembrou da infância e disse que conheceu Manaus quando o pai era piloto da companhia Varig. “Eu fui pra Manaus muito cedo. Quero muito voltar. Espero que eu tenha um público aí. Quero viajar o Brasil com minha música e Manaus está com certeza na lista”, torce.

“Espero que vocês escutem, gostem, se identifiquem com minha música. Todo meu amor pra vocês espero que logo a gente possa estar juntos, aglomerando, se abraçando. Quero viajar esse Brasil inteiro. Escutem e me contem o que vocês acharam. Vamos conversar e trocar ideias. Eu amei essa entrevista risos (sic)”, finalizou.

E fica o convite. Só sugiro cuidado (ou não), porque ‘Clarissa’ de Clarissa é viciante.

News c4663355 7931 4de3 9c03 157b050ec1fb 8d884835 3c6b 4926 83c7 57285cf9f200
Maria Luiza Dacio
Fotógrafa e repórter do Jornal A CRÍTICA, documentarista, produtora, artista visual e estudante de Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.