Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
DANÇAR BREGA

Clube Municipal é palco de último show do ano da banda 'The Stone Ramos'

Pela primeira vez, em seis anos de carreira, a banda pisa no solo mais bregueiro da capital: o Clube Municipal de Manaus. Neste sábado (30), a partir das 22h,



WhatsApp_Image_2019-11-29_at_10.08.02__1__3D039779-D1AA-4CAE-9F5D-5F834B26DC92.jpeg Foto: Divulgação
29/11/2019 às 10:22

Pela primeira vez, em seis anos de carreira, “The Stone Ramos” pisa no solo mais bregueiro da capital: o Clube Municipal de Manaus. Neste sábado (30), a partir das 22h, o grupo promove o relançamento do seu primeiro DVD – gravado ao vivo há dois anos – e a ‘despedida’ de 2019.

Vocalista da banda – que tem o brega como referência principal, mas flerta com rock, pop, eletro e ritmos regionais –, Frederico Ramos (alter ego do antrópologo Cristian Pio Ávila) comenta, com seu humor característico, que o Municipal é considerado um templo pelos integrantes. “Durante esses anos, fomos moldados a ferro e fogo nos mais diversos lugares, desde festas de santo a velórios. Então, poder chegar ao local que, para nós, é o principal lugar para artistas do estilo, é uma experiência gratificante”, destaca.

O ‘Sucuri de Juruti’ afirma que o convite para o show surgiu do próprio Clube após a gravação do primeiro CD da banda, em comemoração ao aniversário de 350 anos de Manaus. “Depois do burburinho de quão legal foi o show em que gravamos nosso CD ao vivo, o Neto do Municipal entrou em contato, porque notou que já deveríamos ter tocado ali há mais tempo, já que, segundo ele, somos a cara do local”, ressalta.

Diante da convocação, o ‘garimpeiro’ começa a ‘sonhar’ com o futuro desta parceria. Ele diz que ainda não há planos para uma gravação no ‘templo’, mas tudo pode mudar a depender do sucesso do show. “Pode acontecer de gostarem da gente e nos manterem por lá, como acontece com toda a casa por onde já passamos”, salienta, sem modéstia.

Frederico pontua que, para quem não conhece a banda, será novidade ver o brega sendo executado na “pegada quente e performática da Stones”. Já para os fãs fiéis será a oportunidade de se ‘despedirem’. Em dezembro, o grupo passa a ser, temporariamente, o Bloco Stone Novo, que mistura integrantes da The Stone Ramos com a Márcia Novo. “É uma banda diferente, com repertório de Carnaval. Por isso, será o último show da Stone em 2019. É claro, a menos que sejamos convidados para tocar em um super réveillon”, brinca.

Novos Voos

Após a ‘despedida’ de 2019, os Stones pretendem encarar novos rumos. Frederico mantém segredo, mas deixa claro que a banda já prepara voos internacionais e por outros lugares do país. O grupo também inicia os preparativos para voltar aos palcos junto da Orquestra Filârmonica do Amazonas, em mais uma edição do “Especial Reginaldo Rossi”.

Outro projeto é lançar um novo disco, com novas composições e novos ritmos. A banda, que nunca foi só brega, deve incluir mais agito em seu estilo. “Nossa intenção sempre foi dar uma modernizada no que o povo conhece por brega. Mas estamos ansiosos para começar a trabalhar em novas músicas, que acho que refletirão muito bem nossa nova fase, mais híbrida, mais caliente e com menos dor de corno”, observa.

Os Stones cogitam, inclusive, conversar mais com o brega-funk, gênero tipicamente pernambucano cuja playlist, conforme dados da plataforma Spotify, cresceu 145% só este ano no Brasil. “Amamos o Brega-Funk! Em nosso último disco, “Quero Ser o Seu Bombom”, tem uma versão de “Envolvimento” da MC Loma, em que relemos o brega-funk com outros ritmos. Nosso próximo trabalho, com toda certeza, dialogará com o ritmo. Se o povo quer mexer a raba, ajudaremos a mexê-la”..



Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.