Domingo, 18 de Agosto de 2019
Tendência digital

Clubes de assinatura investem em caixa ‘surpresa’ com produtos para cliente

Esse modelo, que já conta com mais de 10 mil empresas em todo o mundo, faz pleno uso da fragmentação de nichos potencializada pela internet



1091091.jpg Confira alguns modelos (Arte: Thiago Rocha)
05/06/2016 às 22:13

Há pessoas que gostam de uma dose singela de mistério na sua vida cotidiana. Há outras que sempre estão em busca de novidades. Há ainda aquelas que desejam consumir com o máximo de comodidade. Mirando nessas três vertentes, os clubes de assinatura de produtos viram seu mercado expandir de forma considerável nos últimos anos.

Esse modelo, que já conta com mais de 10 mil empresas em todo o mundo, faz pleno uso da fragmentação de nichos potencializada pela internet. Hoje já é possível encontrar, no Brasil, clubes de assinaturas focados em virtualmente qualquer coisa, desde cuecas e desodorantes, passando por livros e temperos, e chegando até produtos eróticos.

Neste mês, o Grupo Abril, gigante da mídia impressa brasileira, lançou seu canal de vendas focado nesse segmento. O GoBox, que mantém o mote dos clubes (as “caixas”, que também podem ser chamadas pelos termos “bundles” ou “loots”), aposta em uma série de parcerias com marcas como Pampers e Pantene. Atualmente, 20 já estão desenvolvendo caixas especiais para o canal, que terão suas características e preços anunciados em breve. 

“Os pilares do GoBox são formados por uma excelente base de dados, associada à mídia e distribuição. É tudo o que a Abril tem de melhor, seja por meio do serviço de assinantes, de nossas marcas e publicações e da distribuição”, afirmou Walter Longo, presidente do grupo.

Distribuição e mídia acabam sendo grandes chamarizes do modelo de negócio para as empresas que querem ser parceiras. Para os consumidores, há a comodidade de receber produtos em casa, sempre com surpresas  mas nunca distantes da área de interesse do cliente (seja cultura geek, moda íntima, etc.).

No caso de ser gastronomia, outro exemplo de clube de assinatura é o BistroBox. Focado em incentivar a criatividade de seus usuários na cozinha, o serviço envia, todo mês, cinco produtos, junto com cartões com explicações sobre eles e sugestões sobre seu uso - tudo por R$ 79,90 por mês mais o frete.

“Sempre fomos apaixonados por culinária e principalmente por descobrir ingredientes diferentes. A partir desse hobby, dois anos atrás fundamos a BistroBox.Escolhemos o modelo de assinatura porque entendemos que era a melhor forma de proporcionar a experiência completa de descoberta de novos sabores”, disse Gabriel Ribeiro, um dos sócios da empresa.

Para as empresas parceiras, que já são mais de 30, a divulgação é um atrativo. “Por sua vez, o assinante fica por dentro de novidade culinárias com muita praticidade. Oferecemos uma experiência completa; como parte dela os clientes recebem os kits, dicas e curiosidades sobre os produtos, receitas fáceis de fazer e descontos em parceiros”, concluiu.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.