Publicidade
Entretenimento
BELEZA

Rotina de cuidados com a barba envolve uso de xampu e outros itens apropriados

Homens revelam alguns segredos que adotam para manter a barba "disciplinada" no dia a dia 10/07/2016 às 11:11 - Atualizado em 11/07/2016 às 16:39
Show 1103903
Karol Carvalho, da Barbearia Karol (Clovis Miranda)
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

O homem moderno está mais atento para os cuidados com a beleza, e nessas horas a barba acaba ganhando uma atenção especial – o estilo lenhador, em alta nos últimos anos, tem contribuído para isso. O problema é que nem sempre o público masculino sabe que produtos usar ou onde buscar a melhor orientação quando assunto é cuidar dos pelos do rosto. Quem afirma é Karol Carvalho, que está à frente da Barbearia Karol, no bairro Petrópolis, junto com o irmão Kleiton há mais de uma década.

“Hoje existe uma procura grande por produtos para a barba, mas os homens ainda ficam meio perdidos sobre qual o ideal para eles. Alguns pesquisam por conta própria, mas outros sempre procuram as dicas de um profissional. O certo é que, com o nosso clima quente e úmido, a barba exige um cuidado especial”, explica o barbeiro.

Dentre a infinidade de opções nesse segmento, Karol adota a linha Macho-lândia, com produtos que podem ser usados tanto nos cabelos quanto na barba. São xampus, óleos e cremes de uso diário (alguns são aplicados somente na barbearia) que deixam os fios cheirosos, disciplinados e ajudam a evitar seborreia. “Existe uma indicação para cada tipo de barba, seja crespa ou mais lisa. É como um xarope”, completa.

Segundo ele, na hora do banho, a dica é não fazer a higiene da barba apenas com sabonete ou xampu comum. “O xampu que não é específico deixa a barba rebelde e cheia de pontas. Na falta de um xampu apropriado, o ideal é aplicar o condicionador”.

Desnecessário?

Rafael Kowalski é um exemplo de quem sempre dedica alguns minutos do dia aos cuidados com a barba. O ritual geralmente envolve escovação e o uso de um óleo que ajuda a manter os fios higienizados e facilita o crescimento de pelo nas falhas.

Além disso, xampu e condicionador apropriados para o tipo de barba dele não podem faltar em casa. “É importante, porque assim como o cabelo, a barba retém e absorve muita sujeira”, comenta.

A adaptação do corte também não é descartada pelo jornalista. “Costumo usar o estilo espartano, com as bochechas mais aparadas e o queixo pontudo, mas há uns quatro meses estava usando ela bem cheia mesmo, tipo lenhador”, completa.

“Geralmente as pessoas acham desnecessário e falam que é um cuidado excessivo, mas quem tem barba entende toda essa preocupação, ainda mais quem costuma deixá-la num tamanho maior. Se lavar só com água vai chegar um ponto em que ela vai ficar insuportável”.

Com cheiro de "mato e lenha"

Lançada há pouco mais de um ano, a loja Sobrebarba (www.sobrebarba.com.br) trabalha com um rol de quatro produtos feitos apenas com matéria-prima vegetal: xampu, balm, óleo e cera de bigode. 

Todos eles foram criados a partir da opinião de clientes, ouvidos pela marca ao longo de duas semanas. “Fizemos uma pesquisa para ver se tinha realmente mercado e interesse do público. O resultado foi muito bom, e em poucos dias tínhamos mais de mil questionários”, conta o sócio Samuel Tonin.

Esse feedback ajudou a equipe a definir os tipos de aroma que os produtos deveriam ter e quais deveriam ser lançados primeiro. “Muitos homens usam o que têm ao seu alcance. Descobrimos vários grupos de discussão que eles usam para falar desses produtos”. 

O resultado foi a criação de duas linhas que brincam com o imaginário do estilo lumbersexual. A Jungle Boogie tem um aroma refrescante e herbal que vem de erva mate, folhas de limão e tangerina. Ou seja: mato. Já a Light my Fire tende para o amadeirado, com óleos essenciais de cedro, vetiver e patchouly. Ou seja: lenha.

“Evitamos cheiros que remetessem a perfume e preferimos os que usassem óleos essenciais encontrados na natureza. A ideia é que o aroma desses produtos não ‘brigue’ com o perfume que o homem normalmente usa no dia a dia”, completa Samuel.

Parceria com o Idesam

A Sobrebarba fechou uma colaboração com o Idesam (Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas) para reverter parte da venda dos produtos da marca para a instituição. O objetivo é ajudar no reflorestamento da reserva do Uatumã. A Sobrebarba terá em seu site um contador mostrando em tempo real quantas árvores estão sendo plantadas com a ajuda dos clientes.

Publicidade
Publicidade