Publicidade
Entretenimento
COMPORTAMENTO

Com novas opções em Manaus, jovens estão descobrindo o prazer de beber chá

Um dos novos points para os fãs da bebida é a casa Rota do Chá, que abriu as portas recentemente no Vieiralves 19/02/2017 às 14:52 - Atualizado em 19/02/2017 às 14:53
Show 1195493
Os amigos Pedro Paulo e Raisa Queiroz (fotos: Evandro Seixas)
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

Sabores e aromas que remetem a uma tradição milenar estão entre as sensações de quem adentra a recém-inaugurada Rota do Chá, primeira casa em Manaus especializada na bebida que o Ocidente aprendeu a apreciar com a China e a Índia. O point charmoso e aconchegante no Vieiralves foi o local escolhido para o encontro entre a reportagem e os amigos Pedro Paulo (26) e Raisa Queiroz (28), que compartilham o gosto pelos chás e infusões.

“Era algo que eu queria muito na cidade e ainda não tinha. Acho que a galera não se anima muito por conta do clima, mas logo que abriu a casa eu marquei os amigos nas redes sociais e combinei de conhecer”, contou o youtuber Pedro Paulo, enquanto aguardava o seu chá de Darjeeling.

Há poucos meses, porém, ele não era um consumidor assíduo da bebida. A mudança aconteceu por uma questão de saúde, quando Pedro se viu diante do desafio de passar por uma reeducação alimentar. “Mudei completamente meus hábitos: tirei a bebida alcoólica e, como nunca fui muito fã de café, me encontrei no chá. Os sintomas de gastrite até aliviaram”, garante o vlogueiro, hoje com 11 quilos a menos.

Por outro lado, a amiga dele, a empresária Raisa Queiroz, é fã da bebida desde os 16 anos de idade, quando fez um intercâmbio na Inglaterra, país que institui até um horário e etiquetas para o consumo do chá. “Lá eu conheci vários tipos. A família que me hospedou fazia muito para mim quando eu estava doente. Acabou virando uma preferência e hoje eu troco o refrigerante pelo chá. É algo que tem feito bem para a minha saúde”, comenta ela.

Pedro Paulo, que vem conseguindo angariar adeptos entre a família, concorda: “Em casa a gente geralmente se reúne para conversar e tomar chá à tarde ou à noite, então é um momento que a gente usa para se encontrar. Mas vir para cá é como substituir um fast food. O meu próximo aniversário, inclusive, eu quero fazer aqui”.


As sócias da Rota do Chá: Kátia Araújo e Joelma Muniz

A novidade

“Muitas pessoas nos perguntam qual a diferença do chá para a infusão. A diferença é que só podemos chamar de chá as bebidas que vêm da camellia sinensis, uma plantinha que nasce em três lugares do mundo, a China, a Índia e o Camboja. Dessa planta, obtemos seis tipos de chá: o branco, o amarelo, o verde, o Oolong, o vermelho ou preto e o chá escuro”, explica Kátia.

“Além disso, o chá tem cafeína, diferentemente das infusões, que são feitas a partir de frutas, especiarias, ervas e flores variadas. Então a caixa de sachê que compramos no supermercado na verdade é uma infusão”.

Saiba mais

De 2010 a 2015, o consumo de refrigerante entre os brasileiros caiu 15% (13,8 litros) e o de chás prontos para beber apresentou aumento, de acordo com a Abir.

Points com chás no cardápio

Rota do Chá
Rua Rio Pauini, 12, Vieiralves
Terça a sábado, 15h às 21h

Como em Casa
Rua Fortaleza, 10, Praça N. Sra de Nazaré
Segunda a sábado, 14h às 19h

Publicidade
Publicidade