Publicidade
Entretenimento
Vida

Com o ritmo de vida corrido dos pais, hotéis-creche se tornam uma boa opção para as crianças

Os hotéis-creche contam com equipes de profissionais da psicologia, nutrição, pedagogia e enfermagem; 03/01/2015 às 19:30
Show 1
No hotel-creche as crianças tem contato com cinema, música, e atividades lúdicas, para que elas possam aprender e brincar
LAYNNA FEITOZA Manaus (AM)

A vida corrida dos pais, com horas e horas de trabalho a fio, também acaba dando espaço para outras atividades relacionadas, como reuniões fora do expediente, plantões, e por aí vai. Em uma emergência – onde é necessário se ausentar sem qualquer aviso prévio – parece ser bem difícil de lidar com os pequenos, uma vez que reina na cabeça dos genitores a pergunta: “Com quem vou deixar meu filho?”.

Hoje, porém, alternativas como os chamados hotéis-creche estão no mercado para sanar estas necessidades. Com funcionamento diurno, a diferença é que eles também dispõem de horários noturnos e muitas vezes até durante a madrugada. Além de pacotes mais flexíveis e um bom aproveitamento do tempo infantil.

E o que um hotel-creche oferece? Serviços de psicologia, nutricionistas, pedagogos e enfermeiros estão na lista, segundo Cristina Farias, coordenadora do hotel-creche Jerusalem Kids, que abrirá suas portas em fevereiro, no bairro Parque 10. “Às vezes os pais precisam deixar a criança em algum local, devido alguma viagem rápida. Mesmo por poucas horas, a criança pode ficar hospedada e ter um acompanhamento específico para sua idade, respeitando seus gostos pessoais”, garante ela. O local atende crianças de nove meses até nove anos, e os contratos variam entre mensais, semanais e diários.

“O valor mensal se encaixa a partir de seis hospedagens da criança”, explica Cristina. Mas os pais também podem ficar livres para customizar as hospedagens: desde deixar o filho lá por algumas horas, ou durante um dia inteiro. “Você pode deixá-lo uma vez só, em qualquer momento”, diz ela, lembrando que isso se aplica a pais que não tem o costume de se ausentar do lar com frequência. Já para as famílias que lidam com horários “desencontrados”, os contratos mensais ou semanais caem como uma luva. Um bom artifício é que logo nas fichas de inscrição, os pais podem especificar as preferências e adequações alimentares da criança.

“O pai/mãe precisa dizer se a criança tem alergia a algo, ou se gosta mais ou menos de determinado alimento”, assegura Farias. Descrever as atividades que a criança gosta de fazer durante aquele período é fundamental.

“O roteiro do hotel-creche está dentro das atividades que as crianças costumam gostar, como cinema, música, e atividades lúdicas, para que elas possam aprender e brincar”, complementa. As crianças inscritas apenas no sistema de hotel não são integradas às salas de aula, até por já terem suas próprias escolas. “Mas os pais podem mandar as tarefas escolares com os filhos, e os nossos profissionais podem ajudá-los a fazer”, comenta a coordenadora.

VALORES

A criação e grande adesão dos pais pelo sistema de hotel-creche se deve, conforme aponta Ruth Lima, diretora do hotel-creche Anchieta, localizado no Adrianópolis, ao do serviço de babá ser considerado hoje ultrapassado para algumas famílias.

“O serviço de babá ficou muito mais caro e muitas vezes a qualificação para cuidar de crianças é esquecida. Além do fato de que as crianças também precisam desenvolver junto ao crescimento uma linha pedagógica, e os pais estão cada vez mais cientes disso”, aponta Ruth.

Dentro da linha pedagógica existente no hotel-creche há atividades de estimulação, bem como atividades de auxílio a crianças de outras escolas que têm grandes dificuldades ao passar pela pré-escola.

No hotel são feitas atividades que beneficiam a concentração, coordenação motora, entre outros. Trabalhamos também a parte alimentar da criança, uma vez que muitas não gostam de comer”, diz ela. O hotel-creche Anchieta é baseado no Construtivismo, cuja proposta de ensino faz com que o aluno participe do próprio aprendizado, a partir do estímulo da experimentação e da curiosidade.

Neste ambiente cada fase infantil é respeitada, porque cada criança é diferente. Para isso, trabalhos com hortas, reciclagem e demais temas do meio ambiente são ministrados na unidade, que hospeda crianças inclusive no desafiador horário das 18h às 06h.

Assim como o Jerusalem Kids, o sistema de hotelzinho do Anchieta não mantém o cliente vinculado, assim como é o sistema de creche, onde os pais fecham um contrato de seis a 12 meses. “Temos o pacote por diária, que pode ser três vezes na semana, mensal, semanal ou apenas um dia só”, lembra Lima. As aulas da creche Anchieta começam no dia 5 de janeiro, mas o sistema de hotel funciona em todos os meses do ano.

Publicidade
Publicidade