Publicidade
Entretenimento
Livros

"Como os Animais Salvaram Minha Vida" será lançado pela Editora Globo Livros

Em livro, a apresentadora Luisa Mell conta sua história com a luta pelo direito dos animais 13/08/2018 às 13:46 - Atualizado em 13/08/2018 às 14:48
Show mell nota 316387 36 1534182401
Livro contem histórias fortes e polêmicas durante sua caminhada no ativismo. (Foto: Reprodução)
Maria Paula Santos Manaus (AM)

Mais do que uma biografia, Luisa Mell, em seu primeiro livro, realiza uma continuação de seu trabalho transformando-o em eterno a cada página. A apresentadora de programa de televisão que virou uma das maiores ativistas do País, busca conscientizar as pessoas não só da sua história, mas também da necessidade da empatia humana com os animais em "Como Os Animais Salvaram Minha Vida".

"Tudo começou com o convite de um amigo e editor da editora, que me deu total liberdade para escrever o que eu quisesse. Mas não sabia necessariamente do que falar, então resolvi contar a minha história com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a luta dos animais", revelou Luisa.

Os leitores de seu livro descobrirão histórias polêmicas e fortes que passou ao longo de sua caminhada e compreenderão que o título não é apenas figurativo, uma vez que seus companheiros de quatro patas realmente a tiraram de uma crise de depressão profunda.

"Tenho todo tipo de público e isso é um dos motivos pela forma da repercursão do livro ter sido muito boa. Sempre que eu escrevia as páginas, rezava para sensibilizar as pessoas e ter o apoio delas, por isso quem ler o livro poderá entender a amplitute do significado dessas palavras", diz ela.

Novos Tempos

Luisa revela ver muitas mudanças e vê melhorias em relação ao começo de sua caminhada há 20 anos, até os dias de hoje. “Quero mudar muitas coisas e são coisas grandes, então o processo é muito lento ainda, mas reconheço nossos avanços. Quando adotei minha primeira vira-lata, por exemplo, era um absurdo você pegar um cachorro de rua sem raça e de idade. Hoje as pessoas finalmente conseguem entender e enxergá-los de verdade e sentir uma empatia muito forte", comenta ela.

Antigamente, as concepções de veganismo e vegetarianismo eram, além de desconhecidas um verdadeiro bicho de sete cabeças. Luisa e sua família são todos adeptos da ideologia e também veem uma crescente compreensão e adesão de pessoas. "Muitas crianças vem até mim e falam que viraram veganas. As mães até agradecem que finalmente estão comendo vegetais (risos). O mais legal é poder ir em restaurantes e ver que temos opções de comida que antes não existiam para quem não come carne", afirma ela.

Não é só uma evolução com os anos: o trabalho de Luisa contruibuiu para que, por meio da Internet e televisão, muitas pessoas tivessem acesso a realidades de descasos aos animais que desconheciam, aumentando a visibilidade das situações pelas quais ela buscou lutar.

Dedicação

Um de seus grandes sonhos é conseguir ampliar o Instituto Luisa Mell, que tem reconhecimento internacional e abriga animais que sofreram maus tratos, disponibilizando-os para adoção responsável. Devido aos altos gastos com material veterinário e dependendo de doações por conta da venda de produtos, este se tornou-se um sonho distante.

Por isso, Luisa não guarda segredos e dá dicas para quem já tem ou quer começar uma ONG para ajudar os animais: "A primeira coisa é saber que infelizmente não dá para salvar todo mundo, não dá para pegar todos os animais da rua de uma vez, mas saiba que aquele que você salvou já é uma grande conquista".

"Não sou a perfeita do mundo, mas estou sempre tentando melhorar aos poucos. As pessoas tem que olhar ao seu redor e ver no que podem mudar para ajudar o planeta e os animais. Qualquer pequena mudança já é uma grande mudança".

Publicidade
Publicidade