Publicidade
Entretenimento
Vida

Como presente de Natal para os fãs, banda Caggy estreia nos palcos de Manaus

Quarteto, que toca rock e pop, apresentará uma proposta musical inusitada em primeiro show, realizado no Porão do Alemão, dia 27, com início às 23h 21/12/2014 às 14:51
Show 1
A banda foi batizada com o sobrenome (Caggy) de Bianca
Rafael Seixas Manaus (AM)

O Natal está chegando e o público que gosta da boa música ganhará um verdadeiro presente: o show de estreia da banda Caggy, dia 27 de dezembro, no Porão do Alemão. O quarteto é formado por três músicos conhecidos da cena rock manauara: Tutuka (baixo e voz), Thiago Carvalho (guitarra e voz) e PH (bateria e voz). Bianca Caggy fecha a formação como vocalista. Apesar de não ser conhecida do grande público, a cantora é bastante elogiada por seus companheiros de banda. Tanto é a confiança, que o seu sobrenome nomeia o quarteto.

“A ideia partiu de mim e do Thiago. Nós queríamos uma banda que tivesse um vocal feminino e que pudesse tocar um repertório mais ‘cool’, com músicas vibrantes e bem pra cima. O Thiago conhecia a Bibi (apelido que demos a ela) e me mostrou uns vídeos dela. Eu pirei! Perguntei ao Thiago: ‘Por onde andava essa menina?’. Consideramos a Bianca um achado aqui em Manaus. E por esse e outros motivos que o nome dela é usado no grupo. Demos a ela a responsabilidade de levar a banda. O PH é um batera formidável, que conhecemos há muito tempo. No começo só tínhamos o nome dele na cabeça, mas tínhamos medo de convidá-lo, por talvez achar que não fosse de interesse dele a nossa proposta. Depois de uma conversa informal, vimos também que era o que ele queria. A Caggy é o que chamamos de ‘fome com a vontade de comer’! Grandes músicos com um mesmo propósito”, garante Tutuka.

Parceria

A jovem cantora se sente honrada por ter a oportunidade de trabalhar com os músicos. “Eles são muito bons no que fazem. Estou aprendendo a cada dia. Confesso que fiquei surpresa com o convite para ser vocalista e estar à frente desse projeto”, disse a artista.

“Conviver e poder conhecer cada integrante da maneira que são no dia a dia, fazer parte dessa rotina, simplesmente está sendo maravilhoso. Isso faz parte, pois reflete na hora em que estamos tocando. Se há entrosamento, tudo fica melhor, e todos nós interagimos como se já nos conhecêssemos há décadas”, complementa, aos risos.

Ainda segundo ela, todos se tornaram uma família, irmãos unidos por um único objetivo. “Queremos levar alegria para as pessoas de todas as idades, sem preconceito, por meio da nossa música”.

Som

Por ser uma surpresa para o público que frequenta o Porão do Alemão, ainda não se pode adiantar muita coisa sobre a sonoridade proposta neste projeto. Mas Bibi explicou que a sua influência musical, assim como dos demais integrantes, é o rock n’ roll, só que na Caggy existem experimentações musicais.

“Cresci ouvindo rock n’ roll, mas também sempre fui ligada ao pop. Então nada melhor do que poder cantar o que todos gostam, só que sem fugir das nossas origens”, contou a vocalista.

Palco

Fazer a estreia no Porão do Alemão é algo que deixa a Caggy mais feliz. “Em Manaus não existe melhor lugar para se tocar e também somos frequentadores assíduos do Porão. Estamos tendo total apoio da casa, que hoje é referência no estilo e que consegue atrair um público bem diversificado. Há tempos, o Porão do Alemão deixou de ser uma casa somente de ‘roqueiros’. Lá é um bar de rock, mas que recebe a todos, independente de qual seja o estilo musical”, disse o baixista.

“A casa se preocupa em ser receptiva com todos e da mesma forma exige isso das bandas. O apoio existe pelo fato de termos também essa preocupação. A surpresa estará em tocarmos músicas que talvez nunca foram tocadas num show de rock, mas, com certeza, até os roqueiros mais devotos irão dizer: ‘Tocando assim, gostei’”, finalizou. A apresentação inicia às 23h.

Serviço

O que é Show de estreia da Caggy

Onde Porão do Alemão, localizado na Estrada da Ponta Negra

Quando Dia 27 de dezembro, às 23hquanto R$ 20 (meia-entrada)

Publicidade
Publicidade