Sábado, 17 de Agosto de 2019
Festa teatral

Companhia de teatro programa atividades para festejar 15 anos de estrada

Arte & Fato chega aos 15 anos com novidades como uma montagem de " Yerma" e um registro impresso do trabalho



1.png Companhia festeja 15 anos de atividades em Manaus
03/05/2013 às 11:21

Presente na cena artística da cidade desde 1998, por iniciativa de Fagner Coelho, Douglas Rodrigues, Denis Carvalho e Raquel Leite Lira, a Cia. de Teatro Arte & Fato vem preparando uma série de atividades para comemorar seus 15 anos de criação. Dentre as ações previstas para o mês de outubro, estão o lançamento de um livro memorial sobre a companhia e uma exposição fotográfica.

A grande novidade, no entanto, vai ficar por conta da estreia de “Yerma”, peça do espanhol Federico García Lorca que será montada pela primeira vez pela Arte & Fato. O espetáculo vai encerrar a “Trilogia de Sangue”, que começou a ser trabalhada pela companhia em 2005 – até agora, já foram apresentadas as montagens de “Bodas de Sangue” e “A casa de Bernarda Alba”.

Segundo Rodrigues, que vai assinar a direção do trabalho, os ensaios para a nova peça começaram na última segunda-feira e devem acontecer em três encontros semanais. “Ela vai trazer praticamente os mesmos artistas das peças anteriores e vai se manter fiel ao texto original, apesar de a sequência das cenas ter sofrido alterações”, adiantou ele. “Na cena final, vamos fazer um link com o rito de fertilização tikuna, adaptando a simbologia usada pelo autor para a nossa realidade regional”, complementou.

De acordo com o diretor, a trilogia ainda será levada para Belém, na segunda quinzena de outubro. “Estivemos no Pará há pouco tempo e apresentamos o nosso projeto para o diretor do Teatro Waldemar Henrique, que resolveu nos convidar para voltar à cidade com as peças. Será um feito muito grande para a produção cultural da cidade, afinal, levaremos cerca de 25 artistas nessa viagem”.

Na capital paraense, além dos espetáculos, a companhia vai ministrar a oficina “Lorca Overdose”. A atividade foi criada para discutir as obras da “Trilogia de Sangue” e já foi desenvolvida no Café Teatro, no mês de março.

Mais atividades

“Memorial poético – 15 anos de Arte & Fato” será um livro de poucas palavras e muitas imagens, garantiu Douglas Rodrigues. “Vamos fazer um apanhado de todo o material relacionado à trajetória do grupo. A  obra vai trazer registros das críticas e prêmios que recebemos, além da importância da contribuição de todas as pessoas que já trabalharam conosco, desde atores até figurinistas, costureiras e músicos”, explicou.

O livro virá acompanhado de um CD com faixas exclusivas retiradas dos mais de 10 espetáculos produzidos pela Arte & Fato. O lançamento, também previsto para o início de outubro, vai acontecer junto com a inauguração de uma exposição que vai reunir fotos, figurinos e maquetes de cenários.

Reconhecimento

E qual o balanço que o diretor da companhia faz desses 15 anos de história? “Produzir cultura em Manaus durante 15 anos é difícil, mas não é muito diferente da realidade que encontramos nos outros estados. Uma companhia que alcança esse marco, com um trabalho estético coerente, precisa do reconhecimento não só do público, mas também dos agentes culturais. Sou grato, acima de tudo, aos vários artistas que nos acompanharam através desses anos”, declarou Rodrigues.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.