Domingo, 05 de Julho de 2020
música

Concerto em casa: orquestras se reinventam para continuar encantando

Novas formas de apresentação e liberação de acervos mantém a música mais perto



WhatsApp_Image_2020-04-22_at_14.01.57_276F06B9-7B84-4261-A129-D6CE385DAB7D.jpeg Orquestras do Amazonas disponibilizam concertos como mais uma alternativa de cultura e lazer durante quarentena (Foto: divulgação)
23/04/2020 às 13:27

A música faz parte da nossa vida e tem sido uma importante companheira nesta quarentena, mas assim como nós, ela também precisou se adaptar ao novo panorama proposto pelo isolamento social, por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus. Assim como no restante do Brasil, artistas do cenário musical também seguem comprometidos em oferecer opções de entretenimento ao público.

Com a proposta de fortalecer a cena musical no Amazonas e levar o melhor conteúdo para toda a população, cantores e músicos de Orquestras do Estado, como a Amazonas Band, Orquestra de Câmara do Amazonas, Orquestra de Violões, Amazonas Filarmônica e Coral do Amazonas estão desenvolvendo ações com apresentações que abordam desde conteúdos educativos ao entretenimento.



De acordo com o regente titular da Orquestra de Câmara do Amazonas (Oca) e maestro adjunto da Amazonas Filarmônica, Marcelo de Jesus, os artistas permanecem dedicados aos trabalhos durante a quarentena. “Os projetos estão caminhando. Todos os músicos continuam imbuídos em suas atividades, os quais também precisam cumprir com a grade de seus estudos diários, que além do coletivo com a Orquestra, também é um trabalho pessoal”, afirma o maestro.

Cultura em casa

Devido ao sucesso de público da live realizada no dia 16 de abril pelo maestro Marcelo de Jesus (ao piano) e a violinista Elena Koynova, da Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA), com repertório que passou por Vivaldi, tangos, rock e regional, a dupla está planejando nova apresentação, a ser realizada no início de maio, bem como poderá ter a participação de um convidado especial. A apresentação será transmitida pelas redes sociais da OCA: Facebook (/ocamazonas) e Instagram (@ocamazonas).

No repertório, eles tocaram: “Primavera” (Max Richter), “Meditação (J. Massenet), “Chardash” (Monto), “Por uma cabeça” (Gardel), “Oblivion” (Piazzolla), “3:44” ( J . Cage),  “The show must go on” (Queen) e “Tic Tic Tac” (Carrapicho). 

Além dos novos projetos que estão surgindo por meio das lives, o público também pode acessar as apresentações das óperas do Festival Amazonas de Ópera (FAO), em áudio e vídeo, as quais estão disponíveis no SoundCloud e YouTube.  “Temos mais de 300 concertos gravados da Amazonas Filarmônica e OCA. Atualmente, quatro óperas estão disponíveis nas plataformas digitais e ao longo dos meses mais conteúdos serão divulgados”, explica Marcelo de Jesus.

Todas as ações realizadas pelos corpos artísticos do Amazonas podem ser encontradas no endereço eletrônico https://cultura.am.gov.br/portal/ , pelo YouTube (Cultura do AM), Facebook e Instagram (@culturadoam). 
 

Nacional

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto é uma das que tem se reinventado. No último dia 17 de abril, o grupo fez uma live no Instagram (@orquestraouropreto) e realizou o lançamento do álbum "Oito Estações - Vivaldi & Piazzolla" nas plataformas digitais do Spotify, Itunes, Tidal, Napster, Google Play e Deezer.

Sob a regência do maestro Rodrigo Toffolo, "Oito Estações" traz um diálogo entre dois importantes compositores da história da música: o italiano Antonio Vivaldi (1678-1741) e o argentino Astor Piazzolla (1921-1992). O disco conta com a participação de dois destaques da música erudita brasileira: o violinista Ricardo Amado e o violoncelista Hugo Pilger. 

Além disso, o Maestro Rodrigo Toffolo tem feito lives semanais contando a história dos discos, os bastidores das gravações e resgatando a trajetória de 20 anos da Orquestra. 

Essa semana, será a vez de aproximar também a criançada do universo musical. Nesta sexta-feira, 24, às 16h, o maestro Rodrigo Toffolo apresenta no Instagram, o livro infantil "Amiga Música". 

Inspirado em sua filha Beatriz, "Amiga Música" conta a história de como a garotinha desvenda as belezas e os mistérios da vida por meio da música. A narrativa acompanha o crescimento da personagem que descobre, aos poucos, que na maravilhosa experiência de viver, a música é uma companheira e estará sempre presente nos momentos mais alegres e naqueles nem tão felizes. É assim que, ainda bebê, ela percebe que o mundo é rodeado de sons.

Concertos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) também podem ser vistos via Redes Sociais e canais digitais, dentro do projeto Concerto Digital idealizado pelo Itaú Personalité. Sempre aos domingos, às 19h, pelo YouTube, Twitter, Instagram e Facebook, as apresentações trazem programações realizadas entre os anos de 2016 e 2020 e se torna mais uma alternativa de cultura e lazer para os dias de quarentena.
 

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.