Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
Concerto encerra Série Guaraná

Concerto encerra temporada da Série Guaraná

Amazonas Filarmônica faz apresentação na noite desta quinta-feira.  Para a execução de " Sinfonia", de Berio, foram convidados oito importantes solistas do cenário nacional



1.png O maestro Marcelo de Jesus fará a regência do concerto que encerra a temporada do projeto
13/06/2013 às 10:43

A última apresentação da Amazonas Filarmônica na temporada da Série Guaraná acontece na noite desta quinta-feira, às 20h, no Teatro Amazonas. Como toda boa despedida – a orquestra volta com a série em agosto –, o repertório escolhido será único, marcante e imperdível.

O maestro Marcelo de Jesus, que estará na regência, terá a missão de executar a “Ommagio a Berio”, de André Mehmari, e a “Sinfonia”, de Luciano Berio. O concerto tem duração aproximada de 1h e os ingressos para plateia custam R$ 20, sendo os demais assentos liberados no anfiteatro.



Peça complexa

Encomendada pela Orquestra Filarmônica de Nova York para a celebração de seu 125º aniversário, a “Sinfonia” de Berio é uma colossal obra pós-serial para oito vozes amplificadas e grande orquestra, representando o ápice do gênero contemporâneo e moderno. Utilizando diversos textos sobrepostos, o famoso maestro Leonard Bernstein - a quem a obra foi dedicada -, mencionou que esta sinfonia representava “a nova direção a qual segue a música clássica após a decadente década de sessenta”.

Para a execução desta, que é a peça mais complexa e exigente já realizada na Série Guaraná, foram convidados oito importantes solistas do cenário nacional: Veruschka Mainhard, Isabelle Sabrié, Gisele Afeche, Heloisa Junqueira, Flavio Leite, Tiago Pinheiro, Vinicius Atique e Murilo Neves.

Para Heloisa Junqueira, maestrina e cantora lírica do Theatro Municipal de São Paulo, o concerto realizado pela Série Guaraná se trata de uma experiência única, diferente, divertida e desafiadora. “É tudo que pessoas como nós, que já estudamos tanto música e canto, queremos como desafio profissional e pessoal. Sinto-me realizada, privilegiada e honrada com o convite feito pelo maestro Marcelo de Jesus, de poder fazer uma peça moderna, que não tem nada de tonal, e é muito inusitada para o Brasil”, fala a profissional.

Homenagem italiana

Para o encerramento da Série Guaraná, não se pode esquecer da peça de André Mehmari, “Ommagio a Berio”, que ficou muito contente de saber que sua composição será tocada em Manaus. A obra foi escrita para homenagear dois grandes compositores italianos apartados por três séculos de música, mas conectados com a revolução artística. “Sou um apaixonado pela obra de Monteverdi, e Berio, por sua vez, é um dos meus músicos favoritos do século 20. A ‘Sinfonia’ é uma obra de notável genialidade e frescor criativo”, comentou Mehmari.

Na sua composição, André partiu de corais das óperas de Monteverdi (“O Retorno de Ulisses à Pátria” e “Orfeu”), música que acredita ter esplêndida força nos tempos atuais, e com Berio buscou emular o estilo, colocando sua própria impressão digital nas notas, que promovem uma viagem por meio de séculos de forma mágica.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.