Sábado, 27 de Fevereiro de 2021
Audiovisual

Confira webséries amazonenses para assistir na quarentena

Reportagem de A CRÍTICA lista cinco produções feitas por artistas da terra que estão disponíveis nas plataformas digitais



WhatsApp_Image_2021-02-12_at_08.13.36_6BB16F02-6E53-4325-B69B-0DB4D9B136F4.jpeg A websérie "Fresta" é estrelada pela bailarina Adriana Góes (Foto: Hebe Raquel/Divulgação)
23/02/2021 às 15:54

O Amazonas tem sido terra fértil para a produção de webséries feitas por profissionais locais. Sob as mais diversas temáticas como o cinema, o meio ambiente, o mundo feminino e os quadrinhos, os projetos se adaptam às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus e inflam a lista de lançamentos digitais do ano. O BEM VIVER TV faz, nesta reportagem, uma seleção de cinco projetos que podem ser acompanhados nas plataformas virtuais, e que fazem parte de era constante de atividade do audiovisual amazonense.

‘Cantos da Amazônia'



A websérie “Cantos da Amazônia” é baseada na vontade de contar histórias reais sobre a natureza amazônica para um público amplo, de forma leve e instrutiva, mas com rigor científico. O projeto desbrava variadas paisagens amazônicas com um naturalista que há mais de 30 anos estuda os pássaros neotropicais, segundo a diretora e roteirista do trabalho, Carolina Fernandes. “A websérie é apresentada e narrada pelo ornitólogo Mario Cohn-Haft. Os personagens, carinhosamente chamados de elenco silvestre, variam conforme o episódio e nada mais são que diferentes espécies de animais amazônicos em seu ambiente natural”, comenta ela. Os episódios chegam todas as quartas-feiras, quinzenalmente, no endereço www.youtube.com/cantosdaamazonia.

‘Retrospectiva do Amazonas Film Festival’ e ‘Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense’

O Cine Set lançou recentemente a websérie “Retrospectiva do Amazonas Film Festival”, que conta com seis episódios onde o editor-chefe do site, Caio Pimenta, apresenta a história do evento. “Abordo desde os festivais realizados no Amazonas antes do AFF passando pela criação do festival, os melhores longas nacionais e internacionais exibidos nas 10 edições, a nova geração do cinema amazonense surgida durante o evento até as razões para o fim do festival”, coloca ele. Os seis episódios do projeto estão disponíveis no canal do Cine Set no Youtube (www.youtube.com/cineset).

Outra websérie do site especializado em cinema é “Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense, que, em sete episódios, busca resgatar o atual momento da produção local a partir da criação da Amazonas Film Comission, em 2001. “Eu apresento os ciclos anteriores [do cinema] com Silvino Santos e a geração cineclubista dos anos 1960, e características da atual fase como a ampla participação feminina e a Amazônia urbana. Destaco os filmes e diretores que conseguiram destaque nacional e internacional, os eventos, mostras e festivais realizados e muito mais”, pontua Caio. Os quatro primeiros episódios do “Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense” também estão disponíveis no Youtube do Cine Set, e os dois últimos serão divulgados no canal nas próximas quartas-feiras, às 11h.

‘Fresta’

Com a proposta de girar ao redor do universo feminino, a websérie “Fresta” explora a multiplicidade da mulher e cada aspecto social, emocional e cultural em que ela se encontra. Dirigido, coreografado e interpretado pela bailarina Adriana Góes, o projeto tem um episódio pronto chamado “Floresta”, que pode ser assistido por meio do endereço vimeo.com/projetofresta. As cenas foram gravadas em algumas cachoeiras de Presidente Figueiredo, na Praia do Japonês (Iranduba) e no MUSA. “O desafio é conseguir se alinhar no conceito de websérie e sair do videodança, conseguir trazer uma narrativa que leve o espectador em busca do próximo episódio. E essa narrativa sem texto, a linguagem nesse caso é o movimento; e o discurso é a mulher no mundo”, declara Adriana.

‘Café & Quadrinhos’

Um evento para lançar uma publicação em outro estado, organizado por roteiristas e ilustradores do Amazonas, é o enredo central da websérie "Café & Quadrinhos", disponível no Youtube (www.youtube.com/planosemsequencia). Dirigido por Emerson Medina, o projeto aborda o cotidiano profissional dos realizadores de quadrinhos da capital amazonense, a exemplo dos coletivos C4, estúdio Black Eye e o coletivo Matinta. A websérie também abrange profissionais veteranos do setor, como o Clube dos Quadrinheiros de Manaus (CQM) e o cartunista Mário Adolfo, idealizador do projeto "Curumim".

Subeditora de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.