Publicidade
Entretenimento
Vida

Construção de Memorial Jair Mendes visa aproximar cultura bumbá da comunidade

Gestada por um grupo de amigos, a ideia do Memorial Cultural Boi Bumbá Jair Mendes é reunir, em um parque urbano de 50 mil metros quadrados, uma série de atividades ligadas ao folclore amazonense e ao Festival de Parintins. Com capacidade para 15 mil pessoas, o espaço passaria a ser a casa oficial dos ensaios de Garantido e Caprichoso 05/03/2013 às 09:40
Show 1
Memorial vai abriga diversas atividades ligadas ao folclore
Rosiel Mendonça Manaus, AM

Uma das principais expressões da cultura popular do Amazonas, o boi-bumbá caminha para uma aproximação cada vez maior com as comunidades. Dois projetos, em especial, traduzem essa visão atualmente: a construção do Memorial Jair Mendes, com o objetivo de ser um centro cultural para ambos os bois, e a festa “Roda de toada”, comandanda quinzenalmente pelo Movimento Marujada (MM) nos bairros da capital amazonense.

Gestada por um grupo de amigos, a ideia do Memorial Cultural Boi Bumbá Jair Mendes é reunir, em um parque urbano de 50 mil metros quadrados, uma série de atividades ligadas ao folclore amazonense e ao Festival de Parintins. Com capacidade para 15 mil pessoas, o espaço passaria a ser a casa oficial dos ensaios de Garantido e Caprichoso.

“Ele irá otimizar nossa relação com a comunidade. Até porque nós não queremos fazer um simples local de ensaio, e sim um parque cultural que atenda à temporada dos bois e que funcione o ano todo para a coletividade”, explicou o jornalista Mencius Melo, em entrevista recente ao A CRÍTICA. A proposta é que o memorial, orçado em R$ 10 milhões, seja administrado conjuntamente pelo Movimento Amigos do Garantido (MAG) e Movimento Marujada (MM).

NOS BAIRROS

No dia 16, vai rolar mais uma edição do “Roda de toada”, projeto que o Movimento Marujada (MM) está realizando desde o início do ano com o objetivo de levar a cultura do boi-bumbá Caprichoso aos bairros da capital amazonense. A próxima parada da festa vai ser definida amanhã, por meio de sorteio, mas os bairros que estão no páreo são: Morro da Liberdade, São José, São Geraldo e Dom Pedro.

Segundo o presidente da associação, Keynes Breves, a iniciativa começou a partir do programa homônimo transmitido pela webrádio do Movimento Marujada. Até agora, foram realizadas edições no Parque 10, Alvorada e Chapada.

“Esse é um ano especial para todos nós, porque estamos comemorando os 25 anos de atuação do MM na capital. É uma forma de agradecermos aos fãs do Caprichoso, divulgarmos as toadas do boi e reafirmarmos a nossa história”, declarou o presidente.

Segundo Keynes Breves, o projeto “Roda de toada” também é uma forma de aproximar a cultura do bumbá azul e branco das pessoas que moram longe do Sambódromo, onde tradicionalmente acontece o Bar do Boi Caprichoso. Além disso, o projeto é uma alternativa para  dar visibilidade aos talentos que nascem nas comunidades, como novos levantadores de toada e dançarinos.

“Íamos interromper o projeto agora em março por conta do início dos nossos ensaios, mas as comunidades não deixaram. Resolvemos atender aos inúmeros pedidos que recebemos, até porque esse é um trabalho de base que vai render frutos lá na frente”, complementou Breves, adiantando que apresentações já estão marcadas para abril e maio em municípios como Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Presidente Figueiredo e Apuí.

Publicidade
Publicidade