Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
Vida

Coreografias do boi Caprichoso serão disponibilizadas na internet

Durante três dias, 28 artistas do bumbá azul e branco executaram os movimentos das 20 toadas do CD Amazônia para a captação de imagens



1.gif O Conselho de Artes promoveu seminários internos com os coreógrafos para definir o conceito de dança mais adequado ao projeto
13/02/2015 às 16:30

Coreógrafos, atores e bailarinos do Boi Caprichoso finalizaram o processo de gravação das coreografias 2015 para serem disponibilizadas aos torcedores na internet. Durante três dias, 28 artistas do bumbá executaram os movimentos das 20 toadas do CD Amazônia para a captação de imagens. A equipe de gravação utilizou câmera de alta definição em tripé e grua para registrar as coreografias.

O membro do Conselho de Artes, Chico Cardoso, acompanhou a criação das novas coreografias e os trabalhos de filmagens em Parintins. “Os torcedores cobram muito por toadas boas e por coreografias também do mesmo nível. O Caprichoso tem as melhores toadas de 2015 e certamente terá as melhores coreografias. É o melhor time de Parintins, sem dúvida alguma”, destaca.

O coreógrafo Jair Almeida ressalta que a coreografia é um atrativo para quem acompanha o festival de Parintins. “Não é um trabalho simples. Para elaborar uma coreografia do Caprichoso, é necessário o artista demonstrar competência teórica e prática, com movimentos que atendam ao apelo da toada. O público vê um produto que passa por muitas lapidações até o resultado final”, afirma.

Criação das coreografias

Desde o início do mês de janeiro deste ano, o Conselho de Artes promoveu seminários internos com os coreógrafos para definir o conceito de dança mais adequado ao projeto artístico de 2015 e fez seleção de bailarinos. Os trabalhos foram supervisionados pelos teatrólogos Chico Cardoso e Márcio Braz, com ensaios diários no Clube Caprichoso e no Curral Zeca Xibelão.

Para o coordenador da Troup Caprichoso, Marcos Falcão, a coreografia aproxima o torcedor do bumbá. “A importância para o festival e todas as pessoas que amam o Caprichoso é fazer com que elas sintam-se integradas ao boi. Os torcedores terão oportunidade de assistir a coreografia em casa e aprender para dançar junto. Assim, elas podem se sentir parte do boi”, destaca o coreógrafo.

O coordenador do Corpo de Dança Caprichoso (CDC), o coreógrafo Érick Beltrão, ressalta a qualidade do trabalho desenvolvido pelo Caprichoso. “Todos deram o melhor para que o torcedor veja o resultado nos palcos e na internet. A equipe coreográfica é muita boa. Isso é só uma pequena amostra do que vamos realizar no Bumbódromo. Viremos com tudo para vencer o festival”, declara.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.