Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
Vida

Cores vivas: grafite ganha espaço na decoração

A nova sede do GACC é exemplo de como a decoração assimilou o estilo urbano



1.jpg Os corredores e acessos da instituição ganharam novas cores graças ao trabalho voluntário de dez grafiteiros da Point Paint Graffiti Shop
30/07/2013 às 08:51

Não é de hoje que o grafite vem assumindo lugar de destaque no conjunto das expressões artísticas contemporâneas. Nascido nas ruas e alçado ao status de obra de arte, ele já pode ser apreciado em espaços antes restritos, como galerias e museus. Mais recentemente, a arquitetura e o design de interiores também se renderam aos sprays. A nova sede do GACC (Grupo de Apoio à Criança com Câncer do Amazonas), que será inaugurada nesta quarta (31), no Dom Pedro, é um exemplo de como a decoração assimilou esse estilo urbano.

Os corredores e acessos da instituição ganharam novas cores graças ao trabalho voluntário de dez grafiteiros da Point Paint Graffiti Shop. Segundo o proprietário da loja, Rodrigo Pot, essa é uma tendência que vem crescendo em Manaus. “O trabalho do grafiteiro agrega muitos valores ao espaço, porque é feito de uma forma personalizada para ser uma obra de arte, de modo que nenhum seja igual ao outro”, explica Pot.

“Os corredores brancos viraram verdadeiras telas para o trabalho deles. O grafite trouxe uma vida nova para o interior do abrigo”, ressalta Edmar de Oliveira Andrade, representante da Casa da Criança, projeto social que ajudou a promover a ampliação do GACC. De acordo com ele, as mudanças vão garantir que o espaço dobre a sua capacidade de atendimento.

A ação social da Point Paint em parceria com o GACC prevê, ainda, a pintura de toda a fachada da instituição. “Para a inauguração, vamos fazer uma pintura provisória, que depois será completada. Vai ser o primeiro prédio da cidade grafitado por dentro e por fora”, destaca Pot.

Sofisticado

Para o arquiteto Achilles Fernandes, assim como a tatuagem, o grafite foi desmistificado e caiu no gosto de quem procura por sofisticação. “Depois da novela ‘Cheias de Charme’ (leia o Saiba + ao lado), as pessoas passaram a ver essa arte com outros olhos. Hoje, ela já é usada em casas, áreas de lazer, cinemas, bares, dentre outros. Alguns projetos, inclusive, substituem o papel de parede pelo grafite”, explica.

O espaço assinado pelo arquiteto na Casa Cor do ano passado, por exemplo, também levou a marca de Rodrigo Pot, que retratou a cantora Amy Winehouse em uma das paredes do “Lavabo de Festa”. “É um recurso que deixa o ambiente com um ar mais descolado e contemporâneo”, justifica Achilles.

Praça sofre abandono

Obras de grafiteiros locais também podem ser vistas em espaços como a Praça Aurora Machado (acima), na av. Umberto Calderaro, e na fachada do Nativos Bar, no Centro. O primeiro ponto, no entanto, vem sofrendo com o abandono e o acúmulo de lixo.

Segundo o escritor de grafite Diogo Lúcio (Paradise), sete meses depois de inaugurada, a praça não tem recebido manutenção regular. “Nossa intenção era transformar o espaço em um ponto de encontro para os adeptos da arte urbana, mas isto não está sendo possível”, declarou.

De acordo com o Implurb, a limpeza, replantio e administração da praça são responsabilidades do Hotel Da Vinci. Até o fechamento desta edição, o hotel não havia se posicionado a respeito.

Grafiteiros fazem sucesso no exterior

“Os Gêmeos” é uma dupla de grafiteiros de São Paulo. Seus trabalhos estão presentes em diferentes cidades dos EUA, Inglaterra, Alemanha, Grécia, Cuba, dentre outros países. Em 2008, os brasileiros ajudaram a executar a pintura da fachada do museu londrino Tate Modern para a exposição “Street Art”.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.