Publicidade
Entretenimento
Vida

Crítica: novo Star Trek não supera seu antecessor

A notável preocupação de Abrams com a parte visual de “Além da Escuridão” parece ter cegado o diretor para diversos furos na nova aventura de Kirk, Spock e cia. 17/06/2013 às 09:23
Show 1
Com o sucesso de “Além da Escuridão”, os produtores da franquia já pensam em um terceiro filme
Gabriel Machado Manaus, AM

Com quatro séries de TV e mais de dez filmes no currículo, é seguro dizer que “Star Trek”, ou “Jornada nas Estrelas”, é uma das maiores franquias de Hollywood. Seu mais novo longa, “Além da Escuridão”, uma das grandes apostas da primavera norte-americana, estreou na última sexta-feira no Brasil com a árdua tarefa de superar o excelente “Star Trek”, lançado há 4 anos. Se o longa não consegue atingir o seu objetivo, digamos que, ao menos, não faz feio.

Mais uma vez comandado por J.J. Abrams - a mente por trás das séries “Lost” e “Alias” -, “Além da Escuridão - Star Trek” se inicia com a tripulação da Enterprise sendo chamada de volta para casa. No entanto, antes que os heróis pudessem regressar, eles descobrem que uma força de terror incontrolável, de dentro da sua própria organização, detonou a frota e tudo aquilo que ela representa, deixando o mundo em situação de crise.

Furos

Com um elenco afiado, encabeçado por Chris Pine, Zachary Quinto e Zoe Saldana, o filme volta a exibir as bem elaboradas e exuberantes sequências de ação do seu antecessor - fruto do orçamento “das estrelas” de US$ 200 milhões. No entanto, a notável preocupação de Abrams com a parte visual de “Além da Escuridão” parece ter cegado o diretor para diversos furos na nova aventura de Kirk, Spock e cia., principalmente envolvendo o vilão, John Harrison (Benedict Cumberbatch, do seriado “Sherlock”).

Deixando esses equívocos de lado e a má utilização da talentosa Alice Eve, que parece ter se juntado à trupe apenas para aparecer seminua na telona, o longa não chega a manchar o belíssimo trabalho feito em 2009 e é um filme de ação com tudo o que se tem direito: ótimos diálogos, boa dose de humor e excelentes elenco e vilão. Porém, é certo dizer que o aspecto desleixado da história, em certos momentos, deixará diversos fãs da série decepcionados.

Saiba +

Até o fechamento desta edição, “Além da Escuridão - Star Trek” já havia arrecadado impressionantes US$ 210 milhões nas bilheterias norte-americanas, superando o valor de seu orçamento.

Novo filme a caminho

Com o sucesso de “Além da Escuridão”, os produtores da franquia já pensam em um terceiro filme. A dúvida do momento é quem irá dirigir o próximo longa, já que J.J. Abrams comandará “Star Wars: Episódio VII”, a estrear em 2015.

Para substituir Abrams, o nome mais cotado até o momento é o do britânico Joe Cornish, responsável pela comédia independente “Ataque ao Prédio”, lançada diretamente em DVD no Brasil.

Publicidade
Publicidade