Publicidade
Entretenimento
Bem-estar

Cuidados básicos com os pés previnem calos, rachadura e unhas encravadas

Quem é responsável por todo a atenção com os pés são os podólogos. São estes profissionais que irão analisar a situação do pé, e indicar produtos como palmilhas, calcanheiras e óleos para trazer maior qualidade de vida 31/07/2016 às 18:37
Show 1113206
Segundo especialistas, as pessoas deveriam cuidar da saúde dos pés da mesma forma que cuidam da saúde dos dentes. (Evandro Seixas e Divulgação)
Laynna Feitoza Manaus (AM)

Nosso dia pode ser cansativo como for, mas nenhuma outra parte do corpo sente mais isso ao fim de uma longa jornada de tarefas do que os nossos pés. Ainda que não corresponda a uma realidade total, as pessoas já estão cada vez mais cientes dos cuidados que se devem ter com eles. Há quem já chame os pés de “o segundo rosto”, investindo nos cuidados necessários para promover conforto e dar tchau a problemas como calos, rachaduras e unhas encravadas. Afinal, quais  os segredos de pés bonitos?

Quem é responsável por todo a atenção com os pés são os podólogos. São estes profissionais que irão analisar a situação do pé, e indicar produtos como palmilhas, calcanheiras e óleos para trazer maior qualidade de vida, explica o gerente André Gomes, da loja All Pé. “É uma tendência isso crescer porque as pessoas cada vez mais percebem a eficácia do cuidado com uma parte do corpo que castigamos tanto”, diz ele.

O primeiro benefício da podologia está relacionado ao bem-estar. Por proporcionar um momento de relaxamento, é possível, durante as massagens, sentir sair o “peso” de um dia inteiro e ter  os pés mais leves. “O cuidado com os pés deveria ser igual ao cuidado que temos com os dentes. Todos os dias deveríamos passar cremes nos pés ou fazer uma massagem. O decreína, que é um óleo de massagem, pode ser utilizado para ativar a circulação dos pés. Principalmente porque a maioria dos calçados não foi feito para o conforto, e sim para estética”, destaca Gomes.

Para manter a beleza dos pés, é preciso deixá-los longe de calos, rachaduras, unhas encravadas e ressecamento. Algumas pessoas podem não padecer desses problemas, mas a podologia pode ser preventiva também. A massagem nos pés vem em caráter de relaxamento. Já as loções e cremes vêm para hidratar a pele dos pés, deixando-a perfumada e ainda mais viçosa. As unhas também são reparadas no procedimento – mas não são pintadas, porque segundo André, os esmaltes levam fungos para debaixo das unhas.

Os pontos e alertas

Dentro do sistema de massagens que um podólogo garante, está a reflexologia, que é um trabalho de massagens que vai “ativar” alguns pontos do pé que estão relacionados diretamente com algum órgão do corpo. 

Da metade do pé para cima, estão os pontos relacionados às partes superiores do corpo, como ouvido, olhos, pescoço e pulmões. Da metade do pé para baixo, os pontos já se referem 
aos órgãos inferiores do corpo, como pernas, joelhos, vesículas e ventre.

“Se uma grávida fizer reflexologia no pés, a massagem só poderá ser feita na região superior dos pés dela. Porque do meio do pé para baixo tudo está ligado à região do ventre, e é perigoso ativar essa região, porque existe o risco da criança ser abortada”, coloca ele. A reflexologia tem origem na medicina chinesa, e serve para ativar a circulação em regiões específicas do corpo. Por meio dela, um podólogo pode descobrir que a pessoa está com tensão no pescoço só por meio do toque aos pés. 

Todos os produtos utilizados para cuidar dos pés devem ser esterilizados. Antes de se submeter ao procedimento de podologia, a pessoa deve preencher uma ficha de anamnese, onde devem constar informações sobre as doenças crônicas e alergias que ela possui.

“E tem pontos que o podólogo precisa levar em conta, que é principalmente o fato do cliente ser diabético. Quando a pessoa é diabética, surge o alerta e um cuidado maior para não gerar feridas no pé, porque isso pode levar à necrose e consequentemente, à amputação”, completa Gomes.


 

Publicidade
Publicidade