Sábado, 18 de Setembro de 2021
Audiovisual

Curta-metragem do AM concorre em festival nos Estados Unidos

Filme 'O Buraco', do cineasta Zeudi Souza, integra mostra competitiva do Inffinito Film Festival em setembro



1930908__1__E70F8BE2-0BB4-40EE-BADB-3422131D2EC6.jpg Na trama, criança observa pelo buraco sua mãe ser agredida (Foto: Divulgação)
05/08/2021 às 19:55

Um dos principais festivais de cinema brasileiro realizado no exterior, o Inffinito Film Festival anunciou ontem (04) a seleção de filmes para as mostras competitivas de sua 25ª edição, prevista para acontecer de 04 a 18 de setembro. Ao todo, 55 produções serão exibidas nos Estados Unidos, em formato híbrido, incluindo o terror psicológico “O Buraco”, do cineasta amazonense Zeudi Souza, que concorre na Mostra de Curtas-Metragens.

Gravada no final do ano passado, a obra de 20 minutos retrata as sombras da violência doméstica, mostrando os passos de uma criança (interpretada por Airton Guedes), que observa pelo buraco na parede do seu quarto as sucessivas agressões que sua mãe (encarnada por Jocê Mendes) sofre diariamente nas mãos de seu pai (interpretado por Victor Kaleb). A produção conta com diversas representações da sociedade: a criança representa a população, enquanto o buraco representa a justiça, a mãe a democracia e o pai o poder público.



De acordo com o realizador audiovisual – que participa pela primeira vez do evento –, ter uma obra na lista de indicados do Inffinito Film Festival é uma “janela importante de exibição e de denúncia”. O chocante e violento filme também marca presença na edição 2021 do Festival de Cinema de Jaraguá do Sul, que acontece de forma online no período de 27 a 30 do próximo mês, e foi indicado ao Incorto Film Festival 2021, no México, outro evento da sétima arte previsto para setembro.

Segundo o diretor e roteirista de “O Buraco”, é evidente a importância que o filme vai tendo à medida que participa de Festivais. “Isso dá uma visibilidade maior para a obra e para todos que nela atuam. O tema é muito recorrente entre nós brasileiros e, nos últimos anos, tem se percebido o elevado número de violência doméstica”, pontua.

A produção concorre no Inffinito Film Festival ao lado de outros 21 curtas nacionais.

Premiação

Os filmes das mostras competitivas concorrem ao troféu Lente de Cristal nas categorias Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia, Melhor Ator e Melhor Atriz. Os prêmios do voto popular são escolhidos pelo público nas categorias Melhor Filme de Ficção, Melhor Documentário e Melhor Curta-Metragem.

A exibição das obras acontece por meio da primeira plataforma internacional de streaming dedicada exclusivamente ao audiovisual brasileiro (www.inff.online). Além das mostras online, com o avanço da vacinação e a flexibilização das regras de isolamento social nos Estados Unidos, quem estiver em Nova York e Miami poderá assistir presencialmente às exibições ao ar livre.

No Brasil, além de algumas das mostras online, o público poderá assistir a uma seleção especial na TV. Como parte da celebração dos 25 anos do Inffinito Film Festival, o Canal Brasil exibirá no horário nobre (aos sábados e domingos, entre os dias 04 e 26, às 22h, horário de Brasília) a produções premiadas no festival ao longo de sua trajetória.

A seleção inclui os títulos: O Quatrilho (dia 04); Estômago (dia 05); O Beijo no Asfalto (dia 11); João, O Maestro (dia 12); Raul – O Início, O Fim e O Meio (dia 18); O Paciente – O Caso Tancredo Neves (dia 19); Loki – Arnaldo Batista (dia 25); e Polaróides Urbanas (dia 26).

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.