Publicidade
Entretenimento
SHOW

Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá vêm a Manaus com sucessos da Legião Urbana

Dupla que fez parte da formação clássica do grupo performará canções dos álbuns “Dois” e “Que País É Esse?” neste sábado (8), 03/12/2018 às 08:17 - Atualizado em 03/12/2018 às 13:27
Show 24610825 e8ea0f45 40b8 4981 8bfe 6643591f5a2a
Apresentação acontecerá na Piscina do Tropical Hotel, a partir das 23h (Foto: Divulgação)
Juan Gabriel Manaus (AM)

A década de 1980 alçou Brasília ao posto de capital brasileira do rock. Em terras candangas, três jovens estudantes usaram da rebeldia punk para capitanear toda uma cena que mudou a forma de fazer música no país. Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos, unidos ao lendário Renato Russo, deram vida a Legião Urbana. Entre altos e baixos, mais de 30 anos se passaram desde o primeiro estouro e a vitalidade do grupo, hoje sem seu icônico vocalista, segue como a de quem sabe que ainda há muito o que fazer.

Após alguns anos de inatividade, os fãs podem comemorar. Bonfá e Dado voltam a rodar o Brasil resgatando o trabalho do grupo que ajudaram a fundar com uma turnê comemorativa das três décadas de lançamento dos álbuns “Dois” e “Que País É Esse?”, que aterrissa em Manaus no próximo dia 8, no Tropical Hotel, a partir das 23h.

Segundo Dado, a ideia de voltar a estrada levando as músicas da Legião Urbana surgiu da saudade em interagir de perto com o público que segue mantendo viva a memória do grupo após todos esses anos. Além disso, Dado ressalta os motivos que os fizeram escolher homenagear os dois álbuns em específico. 

“O que nos levou de volta a estrada foi a saudade desses grandes encontros, comemorar os 30 anos de nossos discos, nossas vidas nesses reencontros com nosso grande público, comemorar, festejar como nunca antes nosso repertório. Foram os dois discos marcantes que nos projetou para o Brasil, ali descobrimos o caminho que seguiríamos adiante, grandes canções, inesquecíveis para todos”, explica o músico.

Vocalista

O grupo segue na empreitada desde junho deste ano. “A ideia é seguir até ano que vem”, salienta Dado, que para reforçar os trabalhos ao lado do baterista Bonfá, recrutou os músicos Mauro Berman (baixo), Roberto Pollo (teclados), Lucas Vasconcellos (guitarra e violões) e André Frateschi para assumir os vocais.
A escolha de André, vencedor da primeira edição do programa Popstar (2017), para ocupar o posto deixado por Renato Russo foi uma decisão natural. Segundo Dado, o artista era figura frequente nos primeiros shows da Legião Urbana em Brasília, dando origem a uma amizade nutrida até hoje.

“André tem uma história conosco que remonta aos primeiros shows do primeiro disco, sempre em nossos camarins aquele menino cantor de 11 anos de idade que nos foi apresentado pelo Marcelo Rubens Paiva. Me reencontrei com ele 4 anos atrás num espetáculo que fizemos juntos e ali descobri esse artista fabuloso e cantor, intérprete sem precedentes e fã de David Bowie. Convidamos, ele aceitou e cá estamos”, conta Dado.


Vencedor do Popstar (2017), André Frateschi assume os vocais do grupo (Foto: Nem Queiroz)

Álbuns

Lançado em 1986, o álbum “Dois” é o segundo trabalho da Legião Urbana. É responsável por trazer ao público clássicos como “Tempo Perdido” e “Eduardo e Mônica”, além de figurar em 21º na lista dos 100 maiores discos da música brasileira segunda a conceituada revista Rolling Stones. Já “Que País É Esse?”, lançado em 1988, é o terceiro disco mais vendido do grupo, com 1,5 milhões de cópias vendidas, com músicas marcantes pro rock brasileiro como “Faroeste Caboclo” e a faixa que batiza o álbum.

Publicidade
Publicidade