Publicidade
Entretenimento
Vida

Daniel Boaventura lança seu segundo DVD Ao Vivo

Com lançamento também no México e previsto para chegar em Portugal, o repertório de “Your Song” conta com releituras das músicas de nomes clássicos como Elvis Presley, Frank Sinatra, Elton John, Donna Summer 30/05/2015 às 09:22
Show 1
Daniel canta ao lado do cantor mexicano Carlos Rivera, um dos convidados do seu novo trabalho
Jéssica Amorim Manaus (AM)

A trajetória do cantor e ator Daniel Boaventura continua em ascensão. Multiartista, Daniel vem se dedicando cada vez mais à carreira musical e neste mês lançou através da Sony Music seu segundo DVD, “Your Song”, com versão também em Blu-Ray, além de álbum duplo, gravado ao vivo no Teatro Bradesco do Rio de Janeiro.

Em conversa com o BEM VIVER, Daniel afirma que uma junção de fatores foi responsável pelo surgimento deste novo trabalho. “Primeiro porque estava na hora, o último que lancei já tinha dois anos, e segundo eu estava flertando com o mercado internacional, já que o primeiro DVD ao vivo teve aceitação formidável no México”, explica.

Com lançamento também no México e previsto para chegar em Portugal, o repertório de “Your Song” conta com releituras das músicas de nomes clássicos como Elvis Presley, Frank Sinatra, Elton John, Donna Summer, mas também traz uma cara mais atual com um rearranjo da música “Moves Like A Jagger” da banda Maroon 5.

Segundo Daniel, a escolha das canções que compõe o disco é feita a partir da maturação das músicas, que começam a ser trabalhadas durante os shows. “E quando o repertório começa acumular é preciso fazer um registro”, diz.

Neste trabalho, o cantor conta com três participações especiais, com a triple threat (atriz, cantora e dançarina) Kiara Sasso, a famosa cantora italiana Filippa Giordano e o cantor mexicano Carlos Rivera. Daniel afirma que essas uniões foram de extrema importância para o show e se mostrou contente com os resultados.

Músicas do Rei

E a verdadeira novidade deste trabalho é que esta é a primeira vez que o cantor interpreta músicas em português.

“Antes de pensar esse CD para o mercado internacional, eu penso ele para o Brasil, afinal sou brasileiro. As pessoas sempre me pediram para cantar em português, mas não queria cantar simplesmente por oportunismo. Acho que o público enxerga através de você”, esclarece o cantor.

Daniel afirma que desde sempre gostou de cantar músicas internacionais mais clássicas, que continuam vivas apesar do tempo e que elas nunca saíram de seu repertório, mas que percebeu que havia chegado o momento de procurar um cantor brasileiro que se relacionasse bem com as outras canções, e foi assim que escolheu o Rei Roberto Carlos, selecionando os clássicos “Como Vai Você”, “Olha” e “Como é Grande o Meu Amor Por Você”.

“Na época o Roberto Carlos tinha acabado de completar 50 anos de carreira. E temos a sorte de ter um cantor com 50 anos de carreira e ainda atuante. Foi um desafio, são músicas que as pessoas conhecem de cabo a rabo. Fiquei nervoso, mas as pessoas adoraram. As músicas deles fluem com o estilo das outras, nesse clima semiorquestral”, conta Daniel, acrescentando que está adorando a experiência de ter a plateia cantando junto a ele.

O intérprete

Ao ser perguntando sobre a possibilidade de compor, Daniel é bem claro que gosta de ser intérprete. “Quando compus, aos 16 anos, eu odiei, detestei mesmo e joguei fora. Trinta anos se passaram e nada”, ri, afirmando que esta tentativa frustrada deixou claro que não era seu caminho.

“Eu sei o que não queria ser, não queria ser um cover. Fiz canto lírico aos vinte e pouco. Se eu posso cantar uma obra do Mozart, eu vou dar minha interpretação de sua obra. Eu nunca vou copiar o cantor também, quero ser um intérprete”, complementa Daniel, explicando mais do seu trabalho e processo.

E ao se lembrar do começo se sua relação com a música, ele fala rindo que antes cantava de qualquer jeito, sem preocupações. “Comecei como cantor mesmo, antes de atuar. Sem técnica nenhuma, comecei cantando na cara de pau mesmo, o tom que viesse. Dois dias depois estava afônico”, conta.

Mas apesar disso se mostra feliz por esse início. “Tem que começar, não é? Acho que minha forma foi a mais pura e sincera possível. Foi a simples vontade de cantar”.

Foi cantando em bandas da escola que, em 1991, Daniel passou a integrar grupos de teatro e começou a carreira de ator. Ele afirma amar as duas profissões, mas tem uma favorita: “Adoro cinema, mas o que a música tem trazido pra mim... O amor pela música sempre vai ser maior”.

saiba +

Tapas & Beijos

Daniel também faz parte do elenco de Tapas & Beijos, da Rede Globo, que se encontra em sua reta final. Ele afirma que sentirá saudades, mas acredita que o ciclo se completou de forma devida. “É uma pena porque é um xodó do brasileiro, mas acho que cumpriu o ciclo”, fala. Sobre voltar aos trabalhos de atuação, ele esclarece que o foco agora é outro. “Fui convidado para fazer alguns musicais, mas não aceitei. O foco agora são os shows, o trabalho musical”.

Publicidade
Publicidade