Publicidade
Entretenimento
Buzz

Daniela Assayag comanda 'Manhã no Ar', novo jornal da TV A Crítica, a partir do próximo dia 10

Daniela, que há três meses está à frente da Gerência de Jornalismo da emissora, será apresentadora do programa, do qual ainda não pode revelar muitos detalhes 01/03/2015 às 15:44
Show 1
A partir desta segunda-feira (2), ela passará a acordar às 3h para ver os últimos ajustes do programa jornalístico
Laynna Feitoza Manaus (AM)

Há 20 anos trabalhando na área, a jornalista Daniela Assayag, 40, ainda se lembra dos sonhos que alimentava na adolescência sobre o que seria a sua carreira. “Sempre tive vontade de trabalhar com o público desde cedo. Via as pessoas apresentando na televisão e não sabia que tinha teleprompter. Achei que as pessoas decoravam, e só depois aprendi que, quando as pessoas fazem passagem, elas escrevem e memorizam, ou falam de improviso algumas vezes. Eu ficava decorando na frente do espelho, achava bacana”, relembra Daniela.

Hoje ela sabe que por trás de todo o glamour que as pessoas imaginam sobre a profissão, há lutas e muita vontade de servir ao público. A partir desta segunda-feira (2), ela passará a acordar às 3h para ver os últimos ajustes do programa jornalístico “Manhã no Ar”, que estreia no próximo dia 10, a partir das 6h30, na TV A Crítica.

Daniela, que há três meses está à frente da Gerência de Jornalismo da emissora, será apresentadora do programa, do qual ainda não pode revelar muitos detalhes. Mas o que ela adianta ao BUZZ é que suas expectativas são as maiores possíveis para a nova empreitada.

Experiência

Como repórter por 19 anos de sua vida, ela aponta ter vivido a experiência fantástica de conhecer a Região Amazônica e as suas pessoas como o seu principal material de trabalho. “O que muda é que eu vou ter um olhar mais voltado para dentro da cidade a partir de agora. Acho que quando eu era repórter, o meu universo eram a Amazônia e seus dados, pesquisas científicas e aspectos culturais. Agora, ao mesmo tempo em que passo a olhar para os problemas da cidade como um todo, terei mais atenção nas questões urbanas e ambientais que cercam esse universo”, declara.

Para Daniela, os trabalhos de reportagem e apresentação se completam. “Há algumas peculiaridades e, ao mesmo tempo, algumas coisas em comum. Comum porque continuo fazendo um trabalho sério e dando uma atenção específica à vida das pessoas, e isso é uma referência da minha vida de repórter. Mas o dia a dia, a rotina, os horários, a urgência de colocar aquilo no ar me dá uma expectativa de que haja algo diferente”, destaca a jornalista, que afirma não ter tido nenhuma dificuldade em se adaptar.

"Na verdade, acho que já estou até adaptada (risos). Estou na TV A Crítica desde dezembro como gerente de Jornalismo. O que já é algo diferente para mim, para minha rotina, que é trabalhar com gestão. Estou adorando, é muito interessante a gente ver aspectos que são bons e reforçar para que eles fiquem e continuem tão bons ou melhores ainda. O novo é algo que me atrai muito. Eu não me sinto tão à vontade quando estou num ambiente que é muito confortável para mim, e isso me causa um incômodo porque gosto de desafios. Vivo muito de conquistas, me alimento muito disso. Dá um frio da barriga, por conta do receio do novo, mas é algo que te leva para frente”, conta.

Elogios

Sobre a equipe de Jornalismo da emissora, ela se derrama em elogios. “Foi um desafio quando eu recebi o convite da TV para gerenciar o Jornalismo. Não era algo que estava absolutamente nos meus planos, mas diante do que foi colocado, e do convite tão generoso que me foi feito, eu não tinha como recusar. Está sendo uma experiência maravilhosa. A partir de agora terei os lados gerente e apresentadora, então meu dia será muito bem dividido, porque ele começa cedo. Vou acordar às 3h, estarei aqui antes das 4h e me dividirei entre apresentar e cuidar das coisas do setor”, explica.

Por conta da excelência da equipe, foram feitos ajustes e remanejamentos, para que ela tenha absoluta confiança de que, no período que ela não estiver presente, a redação vai girar e continuar funcionando tão bem. “Até porque são nesses momentos que a gente descobre talentos. Encontra pessoas que não são apenas indicadores de problemas, mas que também encontram soluções. Estou absolutamente confiante e confortável com essa equipe. Confio 100% nos produtores, apresentadores, repórteres e editores de texto, que são excepcionais, além dos cinegrafistas. É uma equipe muito temperada, uma família”, revela.

A nova rotina, por mais intensa que seja, certamente irá beneficiar o lado pessoal da jornalista. As filhas Giovanna, 9, e Maria Teresa, 3, não veem a hora de ver a mãe no ar. “Acertamos as coisas de maneira que, pela parte da tarde, eu tenha um tempo para mim, porque é fundamental que a gente tenha tanto uma vida de trabalho saudável quanto uma vida pessoal e familiar saudável. A empresa entendeu isso. Minha rotina de trabalho vai se dividir na apresentação do programa e na Gerência de Jornalismo, mas vou ter uma parte do dia dedicada aos meus dois amores e meu marido”, celebra a apresentadora.

Publicidade
Publicidade