Publicidade
Entretenimento
Vida

Designer americano cria Lammily, uma 'Barbie normal' com celulite, estrias e espinhas

A boneca foi criada com o intuito de romper com o pensamento de que apenas o corpo perfeito e irreal é bonito, o brinquedo faz sucesso entre as crianças americanas 24/11/2014 às 10:22
Show 1
Mais de 22 mil cópias da boneca serão entregues ainda este mês
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A barbie loira, magra e de olhos claros é objeto indispensável nas prateleiras das principais lojas de brinquedos ao redor do mundo e há décadas faz a cabeça da garotada. O modelo usado na boneca mais famosa do mundo é tido como padrão de beleza entre milhares de pessoas independente da idade, nacionalidade ou sexo.

O designer gráfico americano Nickolay Lamm, no entanto, apostou numa releitura da boneca um tanto diferente: a Lammily, que é feita num manequim maior que a barbie convencional e acompanha adesivos que ilustram espinhas, celulites, estrias entre outros elementos conhecidos entre as adolescentes no mundo inteiro. 

Ao criar o projeto, Nickolay Lamm, afirma que desejava passar a mensagem de que "a realidade também pode ser bonita e é tudo que temos". O trabalho gráfico do designer foi inspirado em relatórios recentes sobre como a boneca Barbie seria se ela tivesse o manequim de uma menina comum de 19 anos.

"Eu queria mostrar que a realidade é legal. Muitos dos brinquedos fazem as crianças fantasiarem, mas por que eles não mostram que a vida real é legal? Não é perfeita, mas a realidade é tudo o que temos e isso é incrível". Segundo o americano, é importante que as crianças não se prendam tanto a padrões impostos "Elas devem pensar mais sobre o que elas gostam e o que elas fazem e não tanto sobre sua aparência. Então, se elas têm uma boneca que se parece com qualquer pessoa, elas não terão de se concentrar tanto em aparência”.

Ele também planeja fazer um "Ken normal", talvez um pouco careca, talvez um pouco robusto na barriga. Até agora, os adesivos possíveis são cabelo no peito e manchas de sujeira, mas segundo o designer, ele ainda está trabalhando nisso.

Para ele o mais importante é a aprovação do público alvo, as crianças. Este vídeo registra a reação das crianças ao receber a boneca numa escola em Pittsburgh, Pensilvânia, onde a boneca foi desenvolvida. 

A criação da boneca foi possível por conta de um financiamento coletivo (conhecido como crowdfunding) que juntou US$ 501 mil - a meta inicial era US$ 95 mil. Mais de 22 mil pedidos serão enviados ainda esse mês.A boneca Lammily custa U$ 25, além da boneca os clientes também podem adquirir uma cartela de adesivos, com os quais é possível simular machucados, espinhas, estrias e celulites.


Publicidade
Publicidade