Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Vida

Diversidade artesanal marca 3ª edição da Feira de Artesanato Mundial

Artistas de 27 países, do Amazonas e outros estados brasileiros participam do evento que vai até dia 3



1.jpg Com lucros que ultrapassam os R$ 50 bilhões ao ano no Brasil, artesanato já passou da fase de ser um complemento de renda familiar
17/05/2013 às 16:49

África, Bolívia, Egito, Filipinas, Iêmen, Itália, Índia, Indonésia, Líbano, Marrocos, Paquistão, Palestina, Peru, Rússia, Síria, Tailândia, Turquia, Tunísia, Senegal, Vietnã e Brasil são apenas alguns dos 27 países que estão presentes na 2ª Feira do Artesanato Mundial (FAM), que acontece até o próximo domingo, 3, no Centro de Convenções do Manaus Plaza Shopping. Com o sucesso do evento, já está sendo preparada a terceira edição no segundo semestre.

“Manaus já é um polo atrativo para este tipo de evento. Todas as capitais do Brasil têm um artesanato muito forte, e trazer a feira para Manaus é um grande atrativo para a cidade”, disse o coordenador da FAM, Charlton Gallisa. A terceira edição da Feira de Artesanato Mundial tem previsão para acontecer em agosto, no Studio 5, com a presença de artistas dos 26 estados brasileiros e Distrito Federal, além de outros 50 países.

Na primeira edição da feira em Manaus, que aconteceu no ano passado, havia apenas 16 países inscritos, e ainda assim, de acordo com a organização da FAM, os artesãos obtiveram por volta de R$ 1 milhão em lucros. “O sucesso foi tão grande que os artesãos pediram para volta à Manaus”, comemorou.

A empresária Lourdes Fonseca, 47, já se considera frequentadora assídua da feira. “Vim ano passado e fiquei encantada com o trabalho dos artesãos. Comprei peças para a minha loja, para minha família e amigos, e acho que a iniciativa é louvável”, disse.

Gallisa afirma que um dos grandes trunfos da FAM é o contato direto dos profissionais com o público. “Aqui não tem o atravessador, portanto o artesão pode entrar em contato direto com os clientes, e esses podem negociar diretamente com quem produz”.

O mundo em um pavilhão

O espaço reúne culturas do mundo todo. “O objetivo da feira é fazer a integração de arte e cultura desses países com o Brasil, que é um dos cinco maiores países em riqueza no artesanato”, apontou o coordenador. Bolsas, jóias, objetos de decoração, vestuário e mais uma infinidade de produtos estão disponíveis no espaço de 3 mil metros quadrados.

Com lucros que ultrapassam os R$ 50 bilhões ao ano no Brasil, artesanato já passou da fase de ser um complemento de renda familiar, segundo Gallisa. “O artesanato é uma coisa universal, e já não é mais aquele negócio de fundo de quintal. Temos, no Brasil, mais de 10 milhões de brasileiros que vivem do artesanato, cujo trabalho gera mais de R$ 50 bilhões anuais, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento”, disse.

Itália, Equador, Filipinas, África do Sul, Paquistão, Emirados Árabes são alguns dos que participam pela primeira vez da feira.

Serviço

o que é: Feira do Artesanato Mundial

onde: Centro de Convenções do Manaus Plaza Shopping (av. Djalma Batista, 2.100, Chapada)

quando: Até o dia 3 de março


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.