Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
Gamel_o_3_Michael_Dantas.jpeg
publicidade
publicidade

MÚSICA

Doado pela Indonésia, instrumento gamelão terá concerto especial no Teatro Amazonas

Espetáculo com entrada gratuita terá o instrumento em sua forma completa nesta terça-feira (29). O gamelão é composto por xilofones, tambores, gongos, instrumentos de cordas e metalofones


28/05/2018 às 17:38

Após ser doado ao Governo do Amazonas pela Indonésia e estrear na ópera “Kawah Ijen – o Vulcão Azul”, na programação do 21º Festival Amazonas de Ópera (FAO) nesse domingo (27), o instrumento indonésio gamelão terá um concerto especial nesta terça-feira (29), no Teatro Amazonas, a partir das 20h. Para a apresentação, o instrumento será montado em sua forma completa e a entrada será gratuita.

O FAO 2018 é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio do Bradesco Prime – que celebra 10 anos de parceria com o festival –, incentivo do Ministério da Cultura (Minc) por meio da Lei Rouanet; além do apoio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) e da Aliança Francesa.

De acordo com o diretor artístico adjunto do FAO, o maestro Marcelo de Jesus, três partes do gamelão não foram apresentadas na “Kawah Ijen” para que fosse integrado junto à Orquestra Amazonas Filarmônica (FAO). “Para este concerto, o gamelão terá mais um jogo de gongos e mais dois de teclado percussivo”, explica.

O grupo “Yogistragong”, com oito percussionistas portugueses comandados pela timpanista Elizabeth Davis, que participou da ópera, vai realizar o concerto, que terá duração média de uma hora, com diversas músicas da cultura Indonésia. “As peças musicais são do folclore indonésio, além de outras músicas originais que foram escritas especificamente para o gamelão”, informa.

Escola  em Manaus

Elizabeth Davis coordena o projeto “Gamelão de Java”, em Lisboa, há mais de 10 anos. Desde 1993 é chefe de percussão da Orquestra Sinfônica Portuguesa do Teatro Nacional de São Carlos. Ela ressaltou que este é o primeiro passo para apresentar o instrumento aos amazonenses e dar início a uma escola do gamelão em Manaus.

“O gamelão é um instrumento lindo, com sons relaxantes e harmônicos, que pode ser objeto de estudo de música e também pode ajudar na parte social, trabalhando o foco de crianças autistas, hiperativas, deficientes visuais, promovendo o trabalho em grupo, a confiança, autoestima e muito outros benefícios terapêuticos. Ele é rico e mágico em suas possibilidades”, declara Elizabeth.

Objeto de estudos

Instrumento musical coletivo típico das ilhas de Java e de Bali, o gamelão é composto por xilofones, tambores, gongos, instrumentos de cordas e metalofones. Como parte da ópera “Kawah Ijen”, representando os sons e a cultura indonésia, o gamelão foi doado por intermédio do embaixador da Indonésia, Toto Riyanto.

No sábado (26), em uma cerimônia típica do país do sudeste asiático, realizada no Teatro Amazonas, o instrumento recebeu o nome “Gong Duta Bangsa: Bhineka Tunggal Ika”, que significa unidade na diversidade. Porém, o instrumento recebeu um apelido mais carinhoso e amazonense, “Mano Riyanto”, em homenagem ao embaixador que contribuiu com a confecção e vinda do gamelão a Manaus. Primeiro na América do Sul, o gamelão ficará permanentemente no Amazonas para ser objeto de estudo de músicos amazonenses, brasileiros e de países vizinhos.

Festival Amazonas de Ópera

Este ano, o Festival conta com a apresentação de cinco óperas: “Faust”, “Dessana Dessana”, “Florencia en el Amazonas”, “Acis and Galatea” e a estreia mundial “Kawah Ijen (Vulcão azul)”. Os ingressos estão disponíveis na bilheteria do Teatro Amazonas e no site Alô Ingressos, com valores que vão de R$ 5 a R$ 60.

Durante a temporada de ópera também acontecerão atividades paralelas nos centros de convivências, shoppings, nos municípios de Manacapuru, Iranduba (no distrito do Cacau Pirera) e em Novo Airão; além do “Ópera Delivery”, que levará sessões exclusivas de trechos de obras à casa dos amazonenses, e do projeto “Ópera Studio”, da Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), que apresentará “La Boheme”, de Giacomo Puccini, no Teatro da Instalação.

*Com informações da assessoria de imprensa.

publicidade
publicidade
Teatro Amazonas é uma das 15 mais belas casas de ópera do mundo, diz Vogue
Comando Militar promove exposições em shoppings para comemorar Dia do Exército
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.