Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
MY NAME IS NOW

Documentário sobre vida e carreira de Elza Soares estreia dia 17

Durante o documentário, a intérprete expõe sua força e fraquezas. Elza Soares também fala de todas as vitórias e mazelas que passou na vida. “Sou negra, índia, samba, jazz, blues, funk, rock, bossa nova, rap, soul e funk; o sagrado e o profano; bendita e maldita”, diz. 



FOTO_DIVULGA__O_ELZA_2E369619-4F71-4B1D-ADBF-3951709E8F5F.JPG Foto: Divulgação
12/01/2020 às 11:56

Alimentada de aplausos, é assim que Elza da Conceição Soares, refletindo em frente ao espelho, abre o documentário “My Name is Now, Elza Soares”. A produção dirigida por Elizabete Martins Campos, que estreia no SescTV nesta sexta-feira (17) às 22h, une música e poesia para narrar a trajetória pessoal e artística da cantora. Assista também em sesctv.org.br. 

Durante o documentário, a intérprete expõe sua força e fraquezas. Elza Soares também fala de todas as vitórias e mazelas que passou na vida. “Sou negra, índia, samba, jazz, blues, funk, rock, bossa nova, rap, soul e funk; o sagrado e o profano; bendita e maldita”, diz. 



É dessa forma que Elza se define, como sendo ao mesmo tempo tudo e nada. Em meio a um turbilhão de sentimentos, durante o filme, a cantora também rememora a época de infância em que convivia com sua mãe, Rosária, seu pai, Avelino, e seus cinco irmãos. Ela faz um relato emocionado sobre o relacionamento que teve com o ex-jogador de futebol Manoel dos Santos, o Mané Garrincha, e a perda de seus filhos. 

O filme é composto por sons e imagens da cantora, que se confundem com a história da música brasileira. Na produção, a artista busca decifrar o que é música: “Ela é imensa, é uma eterna busca de algo que queremos descobrir em nós mesmos”, diz Elza Soares. Reflexões da artista em frente ao espelho são intercaladas por momentos em que ela interpreta clássicos da música popular brasileira, fazendo com que as letras e ritmos das canções deem o tom à narrativa. 

A trilha sonora de “My Name is Now” é composta por músicas como Menina de Onde Você Vem (Elza Soares); Lama (Aylce Chaves & Paulo Marques); Lata d’Água na Cabeça (Elza Soares); Eu Não Sou Nada (Chico Buarque); Volta Por Cima (Paulo Vanzolini); Se Acaso Você Chegasse (Lupicínio Rodrigues & Felizberto) e Samba Triste (Elza Soares), entre outras.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.