Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Vida

Elegância em dose dupla: Alessandra Brandão e Jéssica Sabbá Tayah

Duas personalidades femininas são destaque na cena de Manaus



1.jpg Mayara Amaral e Aguilar Abecassis
14/12/2015 às 11:13

Dois ícones do circuito jovem adulto de Manaus, Alessandra Brandão e Jéssica Sabbá Tayah não apenas são sinônimo da simpatia e do bem receber, como ainda se destacam em suas áreas de atuação.

Comprovando que a elegância vai além do bem vestir ou da etiqueta, a odontopediatra e a empresária do ramo de navegação e transporte foram escolhidas como as mais elegantes de Manaus pelo BEM VIVER GENTE. À reportagem, as duas falam de suas trajetórias, de vida social, de família, de lazer, de alegrias e muito mais. Confira!



Alessandra Brandão

Alessandra Brandão é presença nos principais eventos sociais, mas gosta mesmo é de receber os amigos em casa. “Gosto de preparar a casa, cuidar dos detalhes, criar decorações para as mesas”, revela, dizendo-se seletiva em suas amizades.

“Meus amigos são de uma vida inteira e somos unidos por laços muito fortes”. Receber em casa também permite a Alessandra estar perto da família – no início do ano que vem, ela comemora 16 anos do casamento com Christiano, com quem teve dois filhos.

“Fui abençoada com duas crianças lindas, perfeitas, minha razão de viver. Eles fizeram brotar em mim o meu melhor”, declara. Além dos filhos, as crianças fazem parte do dia a dia da dentista especializada no atendimento infantil, que aprecia estar cercada pela alegria.

“Adoro pessoas de alto astral, que me fazem rir, e as crianças são tão naturais, tão inocentes e verdadeiras”, diz ela, que ama e se orgulha do trabalho que realiza. Aos 40 anos, feliz consigo mesma, com a família, os amigos e o trabalho, Alessandra se considera realizada em todos os sentidos. “Sou bem resolvida e feliz, pois fui atrás dos meus sonhos e realizei tudo que eu quis”.

Jéssica Sabbá Tayah

Simples e autêntica, Jéssica Sabbá Tayah tem na avó e na mãe seu ideal de elegância. “Não é só no vestir, é ser você mesma, ser verdadeira, respeitar o próximo e saber seus limites”, define.

A referência às matriarcas denota seu apego à família, em especial ao marido David Tayah, e aos filhos, Moisés, de 19 anos, e Youssef, 12, a quem o casal hoje transmite a paixão por viajar. “Sempre amei conhecer o mundo. Hoje buscamos levar os meninos a conhecer e a ser cidadãos do mundo”, afirma.

O sucesso dos filhos nos estudos e o reconhecimento profissional do marido são razões de alegria para Jéssica, ao lado de seu próprio reconhecimento de seu trabalho do ramo de navegação e transporte – área aliás na qual ela mesma jamais pensara atuar. É que a amazonense trabalhou durante anos no setor joalheiro, antes de ser chamada pela avó a administrar a empresa da família.

“Nunca pensei que fosse gostar, e hoje amo. É um trabalho desafiador, e amo desafios”, diz. Aos 44, Jéssica se diz vaidosa e cuida da beleza e do corpo, mas sua vaidade tem menos de orgulho que de autoestima. “Eu me amo acima de tudo, pois precisamos nos amar antes de poder amar qualquer pessoa”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.