Sábado, 25 de Maio de 2019
Vida

Em Manaus, hotéis para cachorros fazem sucesso na nova temporada

Donos agora podem viajar sossegados. Espaços contam com pets shop integradas, profissionais capacitados e bem-estar para os pets



1.jpg
O valor das diárias custa a partir de R$ 50 e vai até R$ 70
04/01/2016 às 11:47

Uma das piores coisas para quem tem animais de estimação é tirar férias em outra cidade e não ter como levar os bichinhos. Tem gente que até deixa de aproveitar e se ausentar por um período mais longo por conta dessa impossibilidade. Mas, se adequando ao eixo nacional, a cidade de Manaus já oferece serviços onde os hóspedes são seus pets: trata-se dos hotéis para cães, que vem ampliando seus espaços, deixando o coração dos tutores - que precisarem respirar novos ares - aliviados.

Quem criou o hotel para sanar a frustração de não ter com quem deixar os cães nas férias foi o educador físico e adestrador Jonathan Pedroso. Ele é proprietário do hotel-creche “Bom Para Cachorro” junto com a esposa, a veterinária Caroline Monteiro. “Quando minha esposa tinha nove ou 10 anos, ela viu o filme ‘Bom Para Cachorro’, e disse que teria um hotel para cães com esse nome, um dia”, pondera ele. A paixão do casal por cães da raça American Pitbull Terrier os fez adquirir três deles, montar um canil e, por conseguinte, o hotel-creche.

O hotel tem seis baias, cada uma com três metros de comprimento e mais três de fundo, e trabalha com todas as raças de cachorro. Como a proposta do hotel é oferecer uma diversão natural, a estrutura se assimila a uma fazenda, onde os cães podem cavar e correr na grama, em um espaço disposto em 20x20. “Os cães ficam literalmente em contato com a natureza. E repetimos um padrão dos canis dos EUA, onde é feito um alambrado ao redor de cada baia, onde o cão pode ter uma visão de 360 graus”, arremata.

O valor das diárias custa a partir de R$ 50 e vai até R$ 70. É dado também um desconto nos casos em que o cão passa um mês hospedado. “Fazemos contrato de hospedagem, e vendemos produtos de pet shop. Temos suporte para chuvas, várias camas e casinhas”, aponta Jonathan. E vocês lembram dos Americans Pitbulls Terrier citados no início da reportagem? São eles que complementam a segurança dos coleguinhas! “Eles são treinados, sabem que os outros cachorros chegam para ficar hospedados. Nunca teve nenhuma briga. E os cães-hóspedes sentem segurança ao lado deles”, conta.

Proximidade

Imagina que barato deve ser viajar e receber fotos e vídeos diários de como está o seu cãozinho no hotel? É essa a proposta do Sweet Pet Hotel. “Todos os dias mandamos fotos e vídeos dos animais aos donos. Geralmente nossos clientes querem saber se os cães estão comendo bem, se eles estão brincando”, diz a veterinária Bárbara Costa, uma das donas do local. A unidade conta com apartamentos individuais e comporta um “playdog”, com piscina, escorregador e piscina de bolinhas. Área em que, segundo ela, os cães ficam a maior parte do tempo.

O lugar conta com uma rotina a ser seguida: às 7h, os cães são liberados dos apartamentos para a área de lazer, enquanto os dormitórios são organizados. Às 12h os cães voltam para os apartamentos, que dispõem de ração e ar-condicionado. Às 15h30 eles são novamente liberados para brincar, e às 19h retornam para dormir. O hotel conta com câmeras de segurança e eles comem a ração deixada pelos donos. “Tudo porque às vezes um ou outro cão tem certas restrições alimentares”, afirma ela. As diárias custam de R$ 55 a R$ 70.

A adaptação dos pets ao local também é priorizada. “Tem cães de apartamento que nunca tiveram uma sequência de passeios. Estes são tímidos e levam mais tempo para se adaptar. Outros cães já são mais socializados pelos donos, e fica mais fácil introduzir na matilha”, aponta Bárbara, lembrando que cada cão é trabalhado individualmente. “Há uma lulu da pomerânia que vai se hospedar aqui neste mês e está muito nervosa. Então ela veio três vezes por semana no mês de dezembro, passou um dia e voltou para casa. Tudo para que, quando vier, já reconheça os cheiros e ambientes e possa ter uma estadia mais tranquila”, comenta Costa.

Pontos

Para a hospedagem, os animais devem estar com a vacinação atualizada (V8 ou V10, Anti-rábica, Bronchi-Shield, Brochi-Guard ou Pneumodog e Leptospirose) É imprescindível o preenchimento do nome e telefones do veterinário de sua confiança. O controle de vermes deve ser feito antes da sua entrada no hotel para cães.

Em breve no circuito de hospedagem

A Alberdog vai inaugurar na primeira quinzena de janeiro, e traz o conceito de tratar os cães como “crianças peludas”: tudo porque o ambiente virá projetado para ter a “cara do jardim de infância”. Com 17 apartamen-tos individuais e climatizados, o hotel vai dispor de playground com o tamanho de 80 e 100 metros quadrados, solarium banho e tosa loja pet. Tanto o ambiente externo quanto os apartamentos serão monitorados por câmeras de segurança, e o espaço ainda irá contar com serviços de “day care” e adestramento. “Os cães poderão se divertir com piscina de bolinhas, cones, escorregadores e TV’s”, destaca a proprietária Joice Crispim.

Serviço

o quê: Hotel e Creche "Bom Para Cachorro”

onde: Rua 18, quadra 21, conjunto Jardim Versalles, Planalto)

infos: (92) 98420-4783o quê: Sweet Pet Hotel

onde: Rua Mozart Guarnieri (antiga rua 4), 141, Parque 10 de Novembro

infos: (92) 98435-7038

o quê: Hotel Alberdog

onde: Rua Bartolomeu Bueno, 563, Dom Pedro II

infos: (92) 98430-7000



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.