Domingo, 25 de Agosto de 2019
PALCO

Homenagens: Coral João Gomes Júnior celebra 63 anos no Teatro Amazonas

SEC homenageou uma das fundadoras do grupo com uma placa que ficará na galeria da cafeteria do teatro



agora_agorinha_programar_D8A59047-5ED0-43C6-8F63-AA130E8A9591.JPG Foto: Michael Dantas/SEC
13/07/2019 às 16:24

Música, emoção e homenagens marcaram a celebração dos 63 anos do Coral João Gomes Júnior - o mais antigo em atividade no estado -, na noite dessa sexta-feira (12), no Teatro Amazonas. O aniversário teve um concerto especial, com cerca de 50 coralistas presenteando o público, que lotou o evento, com composições eruditas, canções nacionais e até músicas regionais como “Saga de um Canoeiro”.

Para marcar a data, os Correios lançaram um selo personalizado do coral João Gomes Júnior e a Secretaria de Estado de Cultura (SEC) homenageou a presidente e uma das fundadoras do grupo, Cleomar dos Anjos Feitoza, com uma placa que agora ficará na galeria da cafeteria do teatro. “É uma história que se confunde com a história da cultura do nosso Estado. São mais de seis décadas de atividade, renovação e incentivo a novos talentos. Agora, essa trajetória será lembrada pela placa, exposta no nosso maior templo cultural, que é o Teatro Amazonas e vai circular o mundo com o selo lançado pelos Correios”, destacou o secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz.

As homenagens emocionaram a presidente do coral. “Sinto muita gratidão por todos os que colaboraram para que o João Gomes Júnior tenha conseguido, por 63 anos, levar música para a cidade, formar plateias e contribuir para a criação de tantos outros grupos artísticos”, observou.

Maestro do coral há sete anos, Moisés Rodrigues contou que o grupo ensaia duas vezes por semana e costuma se apresentar também em igrejas e eventos beneficentes. “São muitos motivos para comemorar, pois não é fácil chegar a 63 anos em atividade. Tem muita dedicação da nossa querida Cleomar e muito humor e alegria do grupo nos nossos ensaios e apresentações”, disse.

O grupo foi criado em março de 1956 pelo professor e maestro amazonenses Nivaldo Santiago, que homenageou seu professor, o maestro paulista João Gomes Júnior, na escolha do nome do coral.

Os primeiros ensaios aconteciam na Catedral Metropolitana de Manaus e a estreia foi realizada no Teatro Amazonas, em 13 de julho do mesmo ano. É considerado o “pai” de outros corais, como do Amazonas e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

*Com informações de assessoria de imprensa 

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.