Publicidade
Entretenimento
Vida

Em 'O monge e o executivo', homem de negócios bem-sucedido tenta reverter fracasso

Na peça, desesperado para recuperar o controle da situação, John Daily resolve participar de um retiro sobre liderança, comandado por Leonard Hoffman, um famoso empresário que abandonou sua brilhante carreira para se tornar monge 26/08/2015 às 15:32
Show 1
“O monge e o executivo” é uma adaptação para o teatro do livro homônimo de James C.
Acritica.com ---

Um homem de negócios bem-sucedido percebe que, por outro lado, vem fracassando nos papéis de chefe, marido e pai. Assim começa a história de John Daily, personagem principal do espetáculo “O monge e o executivo”, que terá apresentação única em Manaus no dia 6 de setembro, domingo, às 19h, no Studio 5 Centro de Convenções (Distrito Industrial).

Na peça, desesperado para recuperar o controle da situação, John Daily resolve participar de um retiro sobre liderança, comandado por Leonard Hoffman, um famoso empresário que abandonou sua brilhante carreira para se tornar monge. Nesse caminho, a montagem aborda temas como liderança, vida, amor, relacionamentos, caráter e paciência.

“O monge e o executivo” é uma adaptação para o teatro do livro homônimo de James C. Hunter, best-seller com mais de 3 milhões de exemplares vendidos no Brasil. A montagem é dirigida por Adriano Paixão, que também faz o papel de John Daily na peça, ao lado de Urias Garcia (Monge Simeão), Samuel Mota (sargento Greg), Luis Fernando Albertoni (pastor Lee), Lia Antunes (enfermeira Kim), Joice Jane Teixeira (treinadora Chris), Glória Rabelo (diretora Teresa) e Inayara Boscolo (treinadora Chris).

Motivação

O responsável pela adaptação do livro de James C. Hunter para o teatro foi o palestrante e empreendedor brasileiro Vagner Molina. Durante a leitura da obra, ele sentiu que a transposição do texto para a dramaturgia facilitaria a compreensão. “Ao ver as cenas, os espectadores se identificam, memorizam os ensinamentos e com isso o aprendizado aumenta muito”, afirma.

Com uma hora e meia de duração, a peça mostra que o desenvolvimento da liderança e a construção ou desenvolvimento do caráter são a mesma coisa e que ambos exigem mudanças. Tal como o livro, “O monge e o executivo” é também uma lição de como se tornar uma pessoa melhor.

“O monge e o executivo” está em cartaz no Brasil desde 2008, e desde lá já acumula mais de 35 mil espectadores. A apresentação do espetáculo tem assinatura da Amazon Produções e faz parte da programação de encerramento do Fórum Amazônico de Saúde, Segurança do Trabalho e Recursos Humanos – Fasest 2015.

Os ingressos para o espetáculo têm preços de R$ 50 a R$ 100, e podem ser adquiridos na bilheteria do Studio 5 ou pelo site www.ingresse.com.

*Com informações da assessoria de comunicação. 

Publicidade
Publicidade