Publicidade
Entretenimento
Festival Regional

Em outubro, Manaus recebe Festival de Teatro Regional

Terceira edição do Festival será realizada no mês de outubro, em que Manaus faz aniversário 28/09/2013 às 13:28
Show 1
" Maracutaia" é uma comédia que mistura política e família
Gabriel Machado ---

Os amantes de teatro têm destino certo entre os dias 24 e 27 de outubro: o Teatro Direcional (Manauara Shopping, piso Buriti). Isso porque, neste período, o local servirá de palco para mais uma edição do “Festival de Teatro Regional”. Em sua terceira edição, o evento contará com uma abertura comemorativa ao aniversário da cidade de Manaus e terá na sua programação os espetáculos “De 4 pro Riso”, “Maracutaia”, “Divina Comédia Cabocla” e “A Criada Patroa”.

Dando o pontapé inicial à mostra, a montagem “De 4 pro Riso” retorna ao anfiteatro, a partir das 21h. Selo conhecido de humor, a peça trás ao palco o Presidente Carlos Portta como mestre de cerimônia. Com diálogos ácidos, o convidado apresentará e participará da nova e ilustre formação do projeto, que se modifica a cada show. Desta vez, compõem o corpo do espetáculo as esquetes “Puqueca”, “Mormaço”, “Klawstrofobia”, com Nivaldo Mota, e “Candiru Hall Night” e “Amigos para Sempre!”, ambos da Cia. Artcena.

Humor político

Com direção de Roger Barbosa, “Maracutaia” abre o segundo dia de apresentações, também às 21h. A montagem é uma comédia que mistura política, relações familiares, traições, esquemas e muitas  surpresas, que acabam mudando o rumo da história a cada minuto. Na trama, Bacurau e Gonçales são dois rivais políticos que utilizam métodos nada convencionais para desmoralizar seus oponentes. Por  ironia do destino, os dois se vêem envolvidos em uma situação constrangedora, que os obrigam a fazer uma aliança politicamente incorreta.

Inspiração amazonense

No sábado, 26, no mesmo horário, a plateia do Teatro Direcional irá se divertir com a peça “Divina Comédia Cabocla”. Baseado na obra homônima do músico Nicolas Jr., o espetáculo tem como carro-chefe o dia a dia de uma família de classe média. Seu Nilo, o patriarca, é um velho estivador que vive de uma boa aposentadoria e tem de sustentar um grupo nada convencional, formado por: Gesislaine (mãe solteira), Agenor (ex-alcoólatra e candidato a pastor de igreja evangélica) e Bené (músico mal sucedido que ganha a vida como stripper de boate gay). A montagem é escrita e dirigida por Nivaldo Mota.

Encerramento

Em seu última dia, dessa vez a partir das 19h, o “Festival de Teatro Regional” apresentará a peça “A Criada Patroa”, que acompanha as desventuras da criada Serpina, educada desde a infância por seu patrão Uberto. Quando adulta, a protagonista se apaixona pelo patrão e cria uma série de “armadilhas”, com a ajuda de seu amigo Vespone, para conseguir se casar com o

amado. Recheado de humor, o show conduz o espectador ao universo de tramas engenhosas e vivazes, um verdadeiro passeio pela linguagem da commedia dell’arte - teatro popular improvisado.

“Desde que nós inauguramos, sempre tivemos esse compromisso de movimentar, também, a cena de teatro local, incentivando novas produções e o público a conferir os espetáculos. Claro que sempre esperamos encher a casa, mas mais que isso, esperamos que o produto que o espectador esteja conferindo o faça refletir. Isso é sempre muito importante para mim”, comentou o proprietário do Teatro Direcional Adriano Gobeth. “Este ano, o ‘Festival de Teatro Regional’ vem bem fortalecido, com grandes nomes do cenário local. Apostamos muito nele”, encerrou.

Publicidade
Publicidade