Publicidade
Entretenimento
Vida

Em Parintins, Caprichoso emociona galera azulada na gravação do DVD Amazônia

Ao som da marujada, do levantador de toadas David Assayag e do apresentador Arlindo Jr e demais itens, o DVD faz parte celebração dos 50 anos de festival 01/03/2015 às 19:01
Show 1
Caprichoso emociona galera azulada na gravação do DVD Amazônia
ACRITICA.COM Parintins (AM)

CONFIRA A GALERINHA DE IMAGENS

O curral Zeca Xibelão foi palco de um grande espetáculo de som, cores e dancas, com a gravação do DVD Caprichoso 2015 "Amazônia", na noite deste sábado, 28. A festa azulada entrou pela madrugada de domingo, 1° de março.

A toada "Tem folclore na floresta", uma das favoritas para ser o ritmo do boi no festival 2015, abriu e fechou o show folclórico, com mais de duas horas de duração. Todos os itens individuais femininos dançaram as toadas de 2015 no momento das aparições no palco.

Ao som cadenciado da Marujada, o levantador de toadas, David Assayag, e o apresentador Arlindo Jr, interpretaram o repertório musical do espetáculo. A cantora Ianayra fez dueto especial com Arlindo Jr na toada "Remos e Tauás", um dos clássicos do bumbá em referência à Amazônia. O amo do boi, Jr Paulain, tirou versos em estilo de cordel para representar o retirante nordestino, Roque Cid, o fundador do Caprichoso. “É quando se cria o boi na Amazônia e tem folclore na floresta”, enfatizou.

A sinhazinha da fazenda, Karyne Medeiros, mostrou leveza no bailado ao brincar com o boi da estrela na testa. Torcedores aguardaram com muita expectativa a chegada da porta-estandarte, Jéssica Tav.ares, e aplaudiram a evolução da item estreante em gravação de DVD do Caprichoso.

O presidente do Caprichoso, Joilto Azedo, ressaltou o planejamento e o empenho de todos os setores do bumbá, com elenco composto por mais de mil pessoas.  “Esse DVD é histórico, porque celebramos os 50 anos do festival folclórico este ano. Estamos focados no projeto de arena”, afirmou.

Ao longo do show, os produtores do DVD utilizaram dois estúdios para captação de áudio das toadas. As tribos indígenas arrancaram aplausos da galera com coreografias surpreendentes das toadas, principalmente de ritual e lenda.

Uma dançarina grávida participou da dramatização da toada "Serpentárias", lenda do folclore brasileiro que retrata a história da Cobra Honorato e Maria Canina. Os dançarinos imitavam movimentos de serpentes e lutas. Na apoteose, os itens surgiram novamente no palco para cantar "Tem folclore na floresta".

Ao final, Arlindo Jr chamou ao palco os compositores para apresentar à nação azulada presente no curral. “Estou feliz pelo reconhecimento. Uma homenagem mais do que justa”, disse o compositor Ronan Marinho, autor de "Tem folclore na floresta", ao lado de Gerlean Brasil e Roberto Jr. O DVD terá 20 toadas do repertório 2015 e toadas antológicas em forma de pout porri.

Publicidade
Publicidade