Publicidade
Entretenimento
Vida

Espaço cultural em Manaus recebe ‘Obevandiva’, espetáculo da Companhia Artrupe

Com texto e direção de Francis Madson, espetáculo explora a sensação vivida por personagens de uma mesma família num cenário amazônico 02/02/2016 às 16:00
Show 1
No elenco, três atores comandam as cenas: Diego Bauer (de blusa preta), Danilo Reis (de blusa rosa) e Victor Kaleb (de blusa azul marinho)
Acritica.com Manaus (AM)

Uma relação familiar entre pai, mãe e filho criada entre rios, barrancos e toras de madeira, num cenário amazônico. É partir desse núcleo base que a Artrupe Produções Artísticas estreia, no próximo dia 11, o espetáculo “Obevandiva”, no Espaço das Cias, no Centro de Manaus. As apresentações serão feitas em sessões duplas até o dia 14 de fevereiro, às 19h e 21h, com ingresso a R$ 10.

Contemplado pelo edital de Conexões Culturais da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), “Obevandiva” tem texto e direção assinada por Francis Madson e explora a sensação de seus personagens. “Dispara uma jornada terrível, impiedosa e cruel pelas sombras da família-humanidade, visando transfigurar todo esteio civilizatório”, conforme definição do grupo.

No elenco, três atores comandam as cenas: Diego Bauer, Danilo Reis e Victor Kaleb. Segundo Diego, esta é a segunda peça montada de uma tetralogia escrita por Madson, a quem classifica como um “autor que pensa de forma original”. “Apesar de baseada na família de Madson, a obra é ficcional e trata de uma questão familiar. Pai, mãe, filho e como eles não se comunicam. Esse é um trabalho mais sensorial, com três atores em cena que ‘passam’ pelos personagens”, comentou Diego.

O cenário e figurino, assinados pela artista Daniele Geammal, professora na Escola de Teatro Martins Pena, no Rio de Janeiro, também remete o espectador ao cenário amazônico, “abraçando o regional”, assim como os figurinos usados pelos atores em cena. Lidando com as sensações dos seus personagens, “Obevandiva” explora a beleza e poesia de quem mora às margens dos rios, o caboclo, observação que pode ser feita nos diálogos da peça.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade