Sábado, 20 de Julho de 2019
Vida

Espetáculo 'Minha mãe é uma peça' chega aos cinemas em junho

O espetáculo “Minha mãe é uma peça” é escrito, interpretado e dirigido por Paulo Gustavo, ator que recebeu uma indicação ao Prêmio Shell de Teatro por sua atuação no monólogo



1.jpg Paulo Gustavo é considerado um dos grandes nomes da nova geração do humor brasileiro
11/05/2013 às 18:50

Sucesso absoluto de público e crítica, o espetáculo “Minha mãe é uma peça” ganha, no dia 21 do próximo mês, sua adaptação para os cinemas. Estrelado por Paulo Gustavo (“220 volts”) e com direção de André Pellenz (minissérie “Natália”), o longa homônimo acompanha Dona Hermínia, uma mulher de meia idade, aposentada e sozinha, que tem como preocupação maior procurar o que fazer.

“Assim como no teatro, será uma homenagem às mães. Uma forma de brincar com esse comportamento histérico que elas têm com os filhos. A minha mãe brinca que o texto é dela e eu roubei. Na verdade, ela é muito pior do que na peça, eu dei uma amenizada para não queimar muito o filme dela (risos)”, completou o protagonista, lembrando que a sua própria mãe serviu de inspiração para a personagem principal.

“Minha mãe é uma peça” dá rostos a figuras que são apenas citadas na peça, como os filhos Garib (Bruno Bebianno), Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Marcelina (Mariana Xavier); o ex-marido Carlos Alberto (Herson Capri) e a sua nova namorada Soraia (Ingrid Guimarães); e a Tia Zélia (Sueli Franco). O longa começa quando Hermínia escuta o filho dizer ao pai que preferia morar com ele. Arrasada, vai para a casa de Zélia, que sugere a ela que esqueça um pouco dos afazeres maternais e vá viver a sua vida, abrindo, assim, espaço para diversas confusões.

Fique de olho

Destaque ainda do stand up “Hipertensão”, Paulo Gustavo é considerado um dos grandes nomes da nova geração do humor brasileiro. “Ele tem sofisticação, mas não perde o apelo popular”, destacou André Pellenz. Amiga pessoal do ator, Ingrid Guimarães também não poupou elogios a Paulo. “É um gênio da comédia, a pessoa mais engraçada que conheço. Tem o timing perfeito”, completou.

Destaque

O espetáculo “Minha mãe é uma peça” é escrito, interpretado e dirigido por Paulo Gustavo, ator que recebeu uma indicação ao Prêmio Shell de Teatro por sua atuação no monólogo. Desde que estreou, em 2006, a peça já levou mais de 1 milhão de espectadores ao teatro.

Brasileiro gosta é de rir

O cinema do Brasil parece mesmo ter encontrado o seu público nas comédias, não à toa que a maior bilheteria nacional em 2012 foi a do longa “De pernas pro ar 2”. Para se ter uma ideia, o filme estrelado por Ingrid Guimarães, Maria Paula e Bruno Garcia arrecadou incríveis R$ 48 milhões no País, ocupando o 5º lugar no ranking de público do cinema nacional após a retomada.

Produções como “Vai que dá certo”, “Até que a sorte nos separe”, “E aí, comeu?”, “Os penetras” e “Os normais”, entre outras, também fizeram bonito e lotaram as salas ao redor do Brasil.

Nova aposta

Outro longa que deverá ingressar nesse grupo de sucessos é “Odeio o Dia dos Namorados”. Com Heloísa Périssé no papel principal, a comédia acompanha as dificuldades enfrentadas por uma publicitária ao trabalhar em uma campanha para o Dia dos Namorados. O lançamento está agendado para o dia 7 de junho. Comédia com Heloísa Périssé estreia no dia 7 de junho“De pernas pro ar 2” arrecadou R$ 48 milhões nos cinemas brasileiros.

Ficha

Elenco: Paulo Gustavo, Ingrid Guimarães, Mônica Martelli, Herson Capri, Alexandra Richter, Samantha Schmutz, Sueli Franco, Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier
Direção: André Pellenz
Gênero: Comédia
Estreia: 21 de junho
Orçamento: R$ 5,5 milhões



Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.