Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Vida

Espetáculo 'O Fiscal Federal' é novidade no Tesc

Na adaptação assinada por Márcio Souza, feita com base na tradução francesa da peça, o enredo ambientado na Rússia imperial é transportado para o interior do Amazonas. Mais especificamente, para o município fictício (?) de Coati, onde a expectativa da chegada do personagem-título, tal como no original de Gogol, desencadeia um hilariante “show” de corrupção, fraude, medo e intriga


24/04/2013 às 13:20

O anúncio da chegada de um fiscal do Tribunal de Contas da União (TCU) deixa um município do interior do Amazonas em polvorosa. Esta poderia bem ser uma notícia do caderno de política, mas trata-se do ponto de partida da nova montagem do Grupo de Teatro do Sesc (Tesc). Adaptação do clássico da comédia russa “O inspetor geral”, de Nikolai Gogol, “O fiscal federal” terá um ensaio aberto ao público neste sábado, dia 27, às 19h, no Sesc Centro (rua Henrique Martins, 427), antecipando a estreia oficial, prevista para 4 de maio.

Na adaptação assinada por Márcio Souza, feita com base na tradução francesa da peça, o enredo ambientado na Rússia imperial é transportado para o interior do Amazonas. Mais especificamente, para o município fictício (?) de Coati, onde a expectativa da chegada do personagem-título, tal como no original de Gogol, desencadeia um hilariante “show” de corrupção, fraude, medo e intriga. A trama tem uma reviravolta com a chegada de um farsante, que se faz passar pelo fiscal.

“Todo mundo tenta trair todo mundo, assim como na peça de Gogol”, explica Márcio, que investiu na linguagem do humor e incluiu várias referências do Brasil contemporâneo, como fiscais do Ibama – que “depenam” o falso fiscal antes de sua chegada a Coati, com ameaças de acusação por crime ambiental. Na visão do dramaturgo, não chega a ser uma “regionalização”, mas uma adaptação entre cenários similares: “Entre as nossas riquezas regionais, além da farinha de mandioca ou o creme de cupuaçu, temos também os políticos corruptos”, cutuca.

Cinco em cena

“O fiscal federal” reacomoda as dezenas de personagens do original russo numa montagem com cinco atores: Dimas Mendonça (Falso Fiscal), Robson Ney (Prefeito), Emerson Nascimento (Secretário da Fazenda, conhecido como Lulu da Mandioca), Carla Menezes (Chefe de polícia) e Daniely Peinado (Dra. Maria Bragança, juíza).

A produção também será reduzida, apenas com alguns objetos de cena e cadeiras – que também fazem as vezes de personagens. A trilha sonora, de cunho popular, foi selecionada por Robson Ney. “Queremos atingir a periferia, e não o centro”, explica Márcio.

Após uma curta temporada no Teatrinho do Sesc, o espetáculo deverá seguir com encenações num teatro de arena a ser instalado no Balneário do Sesc (Campos Elísios).

Busca

A Mostra A)lternativas vai promover temporada das peças “Nós... em branco” e o inédito “Retalhos”, ambos da Cartolas Produções, nas quintas e sextas de maio, a partir do dia 9, nos espaços do Arte & Fato e O Alienígena.

publicidade
publicidade
Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Bolsonaro
Igreja Chama Church realiza Espetáculo Páscoa neste domingo (21)
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.