Terça-feira, 26 de Outubro de 2021
Teatro

Espetáculo 'Quarto Azul' estreia nova temporada em agosto

Circuito de apresentações virtuais, a ser transmitido no canal do Grupo Jurubebas no Youtube, conta com nova instalação cenográfica e recursos tecnológicos



WhatsApp_Image_2021-08-17_at_15.22.48_9F781A32-6959-4F80-BDE4-2F8C596104B8.jpeg Ator Jorge Ribeiro interpreta o personagem Antonio Jorge (Foto: César Nogueira/Divulgação)
17/08/2021 às 14:53

Inspirado na intimidade de uma história real, “Quarto Azul” abre suas portas para receber, desta vez em um quarto propriamente dito, os espectadores virtuais que poderão acompanhar a temporada do espetáculo no canal do Grupo Jurubebas de Teatro no Youtube. Serão 12 apresentações a acontecer entre os dias 20 e 22 de agosto e também de 27 a 29 do mesmo mês, com a primeira sessão às 18h e a segunda às 19h, gratuitamente.

O projeto foi contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana – Lei Aldir Blanc, da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa do Amazonas, com apoio do Ministério do Turismo através da Secretaria Especial da Cultura - Governo Federal. A peça conta a história de Antonio Jorge (Jorge Ribeiro) e Luís Felipe (Felipe Maya Jatobá). Após uma viagem, eles reencontram-se dentro do cômodo que deu início ao seu relacionamento. Entre memórias, afetos e romance, relembram a sensação das primeiras vezes. “Afinal, como não sentir falta de quando tudo era novidade? Juntos, descobriremos nossa reação ao entrar naquele quarto pela primeira vez”, destaca Felipe Jatobá, que também assina a direção da obra.

Com a proposta de aproximar cada vez mais os espectadores, os atores Jorge Ribeiro e Felipe Jatobá iniciaram um processo de imersão com a criação da instalação cenográfica usada para a montagem da peça, além de outros vídeos adaptados para os públicos específicos dessas plataformas virtuais. “Entendemos que chegou o momento de ‘Quarto Azul’ caminhar para outras direções, a exemplo das redes sociais, do audiovisual, da música, da poesia. A ideia é dilatar todo esse cômodo e alcançar o coração de outras pessoas de formas diferentes”, afirma Jorge.

A instalação cenográfica também poderá ser conferida em formato virtual. Nela contém objetos pessoais, lembranças do processo criativo e objetos que integram os quatro anos de trajetória da obra teatral. “Em breve, a instalação será disponibilizada através de um mapa via QR-CODE no Instagram do grupo (@grupojurubebas). Nele, cada objeto trará uma narrativa importante para a criação dos personagens que colorem este cômodo”, comenta Jatobá.

A direção de arte é assinada por Felipe Maya Jatobá com assistência de Raiana Prestes, que assume o olhar do espectador neste formato de “plano sequência”, termo emprestado do cinema para narrativas visuais sem cortes. “É a primeira vez que ‘Quarto Azul’ apresenta outras cores em sua construção, mostrando cada vez mais a necessidade de integrarmos as representatividades da natureza humana. A peça nasce da necessidade e urgência em que seu discurso poético se estabelece na cidade de Manaus, uma das mais violentas para a comunidade LGBTQIA+ do Brasil”, coloca Raiana.

Pelo interior

O processo criativo do espetáculo ocorreu durante uma circulação da equipe de produção da peça, que, seguindo recomendações sanitárias, adaptou a circulação presencial para a temporada virtual. Ao todo, seis cidades foram visitadas em cerca de quatro meses de produção. Nas visitas aos locais, o grupo realizou uma série documental onde apresenta os impactos da pandemia nessas localidades e como os moradores estão lidando com o retorno de suas atividades econômicas. A série ficará disponível após o fim da temporada.

Além de Manaus, os municípios de Iranduba, Manacapuru, Novo Airão, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Itapiranga estão representados também nos “challenges”, vídeos que comumente são feitos por digitais influencers nas redes sociais. Os personagens Antonio Jorge e Luís Felipe assumem a frente das câmeras para contar histórias divertidas sobre a intimidade e cotidiano do casal. “A ideia é estimular o público alvo desta plataforma a acompanhar a continuação desse jogo entre artista e público. É uma ficção que alimenta a realidade e é uma realidade que alimenta a ficção”, diz Felipe, ao ser questionado de onde surgiu a iniciativa.

A peça recebeu recentemente no 4º Festival de Teatro de Águas de Lindóia (SP), indicação de “Melhor Dramaturgia”, “Melhor Ator” para Felipe Jatobá e “Melhor Espetáculo”. Desenvolvendo sua pesquisa sobre Dramaturgia Autoficcional, Felipe relembra os quatro anos da peça em cartaz. “Foram quatro anos de encantamento com este trabalho. Fomos aos quatro cantos do Brasil e essa seria uma oportunidade de pensarmos a descentralização deste objeto, alcançando públicos diversos, realidades diferentes e criando uma teia que conecte o encantamento ao ofício, tão difícil em tempos de distanciamento.”

Ficha técnica

Dramaturgia, Visualidades e Atuação – Felipe Maya Jatobá & Jorge Ribeiro

Direção de Arte – Felipe Maya Jatobá

Direção de Atores – Caio Muniz

Preparação de Elenco – Viviane Palandi

Assistência de Direção de Arte & Câmera – Raiana Prestes

Produção – Herberth Virgínio e Nícolas Queiroz

Trilha Original – Yago Reis



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.