Publicidade
Entretenimento
Não seria a primeira vez

Esposa de Johnny Depp acusa ator de agredi-la fisicamente com celular

Segundo o site americano "TMZ", que divulgou a imagem de Amber Heard com o olho machucado, a atriz acusa o ator de jogar um iPhone em seu rosto 27/05/2016 às 14:15
Show machucada
Segundo o site americano "TMZ", que divulgou a imagem de Amber com o olho machucado, a atriz acusa o ator de jogar um iPhone em seu rosto / Foto: Reprodução/Internet
Acritica.com Manaus (AM)

A situação entre Johnny Depp e Amber Heard ficou ainda pior. Após abrir um processo de divórcio no dia 23 de maio, a então mulher do ator agora o acusa de violência doméstica, de acordo com uma fonte da revista americana "People".

De acordo com a publicação, a atriz abriu uma ordem de restrição contra o ator por causa de uma agressão física. A ordem, nos Estados Unidos, é julgada pela corte americana para proteger pessoas que sofrem algum tipo de abuso dentro de casa. Ainda de acordo com a "People", uma foto de Amber Heard - divulgada nesta sexta, 27, pelo site "TMZ" - com o olho roxo evidencia a agressão.

Segundo o site americano "TMZ", que divulgou a imagem de Amber com o olho machucado, a atriz acusa o ator de jogar um iPhone em seu rosto. Ela estaria conversando com uma amiga no telefone enquanto discutia com o marido. Irritado, Johnny Depp teria tirado o celular da mão de Amber e arremessado contra o seu rosto. Amber pediu por socorro e a polícia foi até sua casa.

Ainda de acordo com o site, Depp foi embora para não encontrar com os policiais. Amber então registrou um boletim de ocorrência sobre a agressão, mas a história não para por aí. Segundo o "TMZ", a atriz sofreu outras agressões durante o casamento e tem um vídeo guardado como prova.

Johnny Depp quebrou o silêncio sobre a separação através de sua assessoria. "Dada a rapidez desse casamento e a recente perda de sua mãe, Johnny não vai responder nada sobre fofocas e histórias falsas sobre sua vida pessoal. Esperamos que o término desse casamento seja resolvido logo", disse um representante do ator à revista "People".

Publicidade
Publicidade