Domingo, 18 de Agosto de 2019
MATAPI

Evento de audiovisual produzido na Região Norte terá Manaus como sede

O evento MATAPI está com inscrições abertas até o dia 5 de novembro e é gratuito. Sete projetos serão selecionados e participarão de consultorias



audiovisual_1FB71BE7-8A39-4D7E-9717-20618BD48B6F.JPG Foto: Divulgação
28/10/2018 às 11:32

Manaus sediará o primeiro evento voltado para o mercado audiovisual da região Norte, o MATAPI (Mercado Audiovisual do Norte), e está com as inscrições já abertas. O evento, totalmente gratuito, pretende movimentar a cadeia produtiva do audiovisual na região considerando três eixos principais: promovendo a conexão (intercâmbio entre os empreendedores audiovisuais dos sete Estados no Norte do País), proporcionando capacitação (formação de profissionais com a realização de palestras, consultorias e mesas redondas) e incentivando o empreendedorismo (com rodadas de consultorias, negócios e pitchings).

O Amazonas é a terceira locação do Brasil mais procurada para filmagens, atrás apenas do Rio de Janeiro e São Paulo, segundo dados do Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual (OCA), da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

Realizado pelas produtoras amazonenses Dabacuri Projetos e Produções e Leão do Norte Consultoria e Produções, o Matapi ocorrerá no período de 28 de novembro a 01 de dezembro.

Liliane Maia, diretora da Dabacuri Projetos e Produções e uma das organizadoras do Matapi comenta sobre a vontade de criar um projeto tão grande de audiovisual no Estado. “A vontade de trazer para Manaus um evento que envolvesse realizadores e players surgiu ainda em 2016, após a realização da II da Mostra do Cinema Amazonense, realizada pelo Fórum do Audiovisual do Amazonas. Durante conversas sobre o assunto, o também produtor audiovisual Clemilson Farias sugeriu a realização de um evento mais amplo, envolvendo toda a cadeia produtiva, proporcionando um ambiente de mercado. Em 2017 a ideia começou a tomar corpo, juntando-se ao projeto os realizadores Carlos Barbosa e Rodrigo Grillo, sócios de Clemilson na Leão Do Norte Consultorias e Produções Audiovisuais”, diz ela.

Evento

A prática agradou também os participantes. “A gente já passou da fase de produzir um curta pensando em festivais e ficar por isso mesmo. Já estamos na fase de pensar em produtos audiovisuais como parte de uma indústria para serem vistos e comercializados. Um evento como o MATAPI é essencial para fomentar isso no Norte do País”, declara Aldemar Matias, diretor amazonense.

Os diretores Gustavo Soranz e Erlan Souza, da produtora, gravaram em diversos municípios do Amazonas (Foto: Divulgação)

Na programação estão previstas 8 palestras, 5 mesas, 2 masterclasses, rodadas de consultorias e pitching aberto de sete projetos selecionados (um de cada Estado da Região Norte) para executivos de players convidados. Já confirmaram presença canais como BoxBrazil (Fashion TV, Prime Box Brasil, Music Box Brasil, Travel Box Brasil), Canal Brasil e CineBrasilTV, além de emissoras de TV locais, como a TV A Crítica.

Clemilson Farias explica então que, ao reunir produtores de toda a região Norte pretende discutir e incentivar a competitividade da indústria criativa. “Tem grande importância também considerando o momento político atual, onde existe uma grande apreensão sobre os rumos do audiovisual no país e onde os realizadores pretendem mostrar a importância da cadeia produtiva do setor, que hoje representa 0,46% do PIB brasileiro, mais do que a indústria farmacêutica, papel e celulose têxtil. Gera 98 mil empregos diretos e outros 150 mil indiretos”, complementa Rodrigo Antônio.

Como funciona

As inscrições para as consultorias e para as rodadas de negócios podem ser feitas pelo site www.leaodonorteaudiovisual.com/matapi até o dia 05 de novembro.

Para as rodadas de negócios, produtores dos Estados da Região Norte poderão inscrever projetos em diversas fases de produção. Para as consultorias, os projetos devem estar em fase de desenvolvimento. Sete projetos, um de cada estado, serão selecionados pela comissão organizadora e participarão das consultorias a serem realizadas pelos coordenadores do NordesteLab e BrLab.

“É essencial esse investimento na capacitação das empresas. È um momento que temos muitas coisas interessantes e autorais vendendo. Procurar consultoria, parcerias, elencos de visibilidades... tornar os produtos competitivos faz o mercado crescer, para usarmos com consciência os elementos culturais que nos apropriamos”, completa Maria Rita Nepomuceno, coordeadora de licenciamento do Cine BrasilTV.

O MATAPI conta com o apoio do Sebrae-AM, da Associação Amazônia de Produção, Organização e Incentivos Artísticos (Apoiar), da Bravi, associação que reúne mais de 650 produtoras independentes de todo o Brasil e da Revista do Cinema.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.