Sábado, 16 de Janeiro de 2021
Fotografia

Exposição em Tiradentes reúne trabalhos de fotógrafos do Norte

“Luz do Norte: Foto em Pauta na Estrada – Amazônia” integra a 10ª edição do Festival de Fotografia de Tiradentes. Ao todo, sete profissionais do Amazonas participam da mostra



Riversick_10_820FD71C-DF6A-4D63-A0DA-321A87037AAD.jpg O fotógrafo Raphael Alves levou o projeto "Riversick" para o festival (Foto: Raphael Alves/Divulgação)
06/11/2020 às 14:58

Resultado da viagem curatorial a quatro capitais do Norte do país (Belém, Manaus, Rio Branco e Porto Velho), a exposição “Luz do Norte: Foto em Pauta na Estrada – Amazônia” é o único evento presencial da 10ª edição do Festival de Fotografia de Tiradentes, cuja abertura online acontece nesta sexta (06). A mostra reúne trabalhos de 33 artistas, incluindo sete representantes do Amazonas, e segue até 21 de novembro.

Alberto César Araújo, Bruno Kelly, Felipe Fernandes, Juliana Pesqueira, Nico Ambrosio, Paulo Desana e Raphael Alves compõem a lista de nomes da exposição, que marca a reabertura do Centro Cultural Sesiminas Yves Alves – localizado na cidade histórica mineira –, após sete meses de portas fechadas ao público.



Norte em Imagens

O fotógrafo Raphael Alves conta com seis imagens de seu projeto “Riversick” na exposição, que representam as ‘diversas’ Manaus sob sua ótica. “Meus trabalhos são perguntas que faço a mim mesmo e minha satisfação é quando uma outra pessoa se interessa e estabelece uma comunicação entre autor, obra e receptor. Nesse projeto específico, eu questiono as múltiplas possibilidades do conceito de ‘espaço urbano’ que existem dentro de mim”, aborda.

De acordo com Alves, que participa pela primeira vez da mostra promovida pelo projeto Foto em Pauta na Estrada, é bastante gratificante ver seu trabalho exposto no evento, especialmente após uma seleção que envolveu autores com portfólios diversos e cheios de valor. As imagens da Mostra foram selecionadas entre mais de 100 inscritos.

Com o projeto “Face do Estado Violador”, a fotógrafa Juliana Pesqueira também marca presença pela primeira vez no Festival. Ao lado de Nico Ambrósio, ela representa as mulheres na lista de selecionados do Amazonas.

Segundo Juliana, seu trabalho busca mostrar como o Estado brasileiro é agressivo e criminoso ao tratar os povos indígenas. “Em meio à pandemia, mostrou-se ainda mais ao não apresentar medidas para conter a chegada do vírus nas aldeias. Até o momento, segundo os dados da APIB, foram 38.643 contaminados, 870 indígenas mortos pela Covid-19 e mais de 160 povos afetados”, pontua, ressaltando que espera que os visitantes façam uma reflexão ao verem seu trabalho, especialmente para buscarem meios de somar nessa luta e reconhecer que a população indígena tem sido violentamente afrontada nos seus direitos mais básicos.

Com curadoria dos fotógrafos João Castilho e Pedro David, a mostra – iniciada no dia 21 de outubro – se baseia em três grandes temas: experimentalismo, atualidade amazônica e cotidiano da região. No total, os visitantes podem apreciar a exibição de 126 fotografias e três vídeos.

Versão online

Devido à pandemia do novo coronavírus, o Festival de Fotografia de Tiradentes – anteriormente previsto para ser realizado em março deste ano – conta pela primeira vez, em dez anos, com versão online (no Youtube e no Facebook do Foto em Pauta).

Ao contrário da exposição “Luz do Norte: Foto em Pauta na Estrada – Amazônia”, o Festival segue até 05 de dezembro, com exibição de vídeos, palestras, debates, apresentações de portfólio realizadas virtualmente.

 

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.