Publicidade
Entretenimento
PERFIL

Fabíola Gadelha fala sobre a vida em SP e novo momento longe das pautas policiais

‘Faço amigos por onde passo’, disse a jornalista, que em 2014 deixou o Amazonas a convite de Marcelo Rezende 07/10/2017 às 14:53
Show vgb bdfb
(Foto: Reprodução/Internet)
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

Em 2014, a jornalista Fabíola Gadelha saiu do Amazonas para ganhar as telinhas do Brasil inteiro. Na equipe da Record TV, para onde foi levada pelas mãos de Marcelo Rezende, ela conquistou espaço no “Cidade Alerta”, passando de repórter a apresentadora eventual, e agora mostra sua desenvoltura nas matérias de entretenimento e comportamento exibidas no programa. Os novos rumos profissionais levaram a amazonense a adotar São Paulo como sua nova casa, experiência da qual Fabíola não se queixa - a não ser pela falta que sente da família.

“São Paulo tem sido uma cidade super acolhedora, tenho muitos fãs paulistas e de outros Estados que abraçaram a ‘Rabo de Arraia’”, diz a jornalista, lembrando o apelido que recebeu de Rezende. “Aqui eu me sinto em casa, todos os dias recebo o carinho dos telespectadores. Minha chegada aqui foi surpeendente, não imaginava que fosse ser tão bem recebida”.

Ela define a rotina na maior cidade do País como “louca”. “Sou uma mulher muito ativa, tenho muitos compromissos, então acordo cedo e faço atividade física logo pela manhã. Depois vou para a Record, porque estou tendo gravação todos os dias, às vezes no fim de semana. Agora não são mais matérias policiais, porque a emissora quer que eu siga outra linha. Estou gostando muito e me sinto à vontade com esse novo desafio”.

Fabíola também é convidada frequente em outras atrações da emissora, como o “Hora do Faro”, o “Programa da Sabrina” e o “Programa do Gugu”. “Graças a Deus, por onde eu passo é só amizades. Me dou super bem com todos da Record, desde os funcionários até a direção, com os conhecidos e os desconhecidos: camareiras, figurinistas, apresentadores... Sou até suspeita pra falar”.

Um colega da emissora que ela lembra com carinho especial é Marcelo Rezende, que faleceu no mês passado vítima de um câncer. “Ele foi um anjo que passou na minha vida e Deus usou para me ajudar. Ele me deixou muitas lições pessoais e profissionais, foi um grande exemplo. Sinto muita saudade, principalmente quando entro na Record e cai a ficha de que não vou mais encontrá-lo. Tem sido uma superação a cada dia. O que me deixa mais tranquila é que tive oportun idade de me despedir, falar para ele o quanto o amava e agradecer por tudo o que ele fez por mim”.

Uma vida ainda mais saudável

“Tenho que ter tempo para cuidar do corpo, coloquei isso como prioridade na minha vida”, acrescenta Fabíola, que emagreceu mais de 25 quilos desde o ano passado. A decisão veio depois de médicos a alertarem para as possíveis complicações do sobrepeso.    “Tenho boa alimentação e separo um horário para os exercícios, sem atrapalhar o sono, que valorizo muito”.

A rotina saudável da amazonense inclui musculação três vezes na semana, aulas de jazz e zumba. Os fins de semana, geralmente, são reservados para o descanso e a algumas presenças VIP que a jornalista faz em eventos dentro e fora de São Paulo. 

“Não sou muito de sair, de ir pra festa. Minha diversão é na casa de amigos, onde fico mais à vontade. Local público eu tenho evitado um pouco porque já não tenho mais tanta tranquilidade, a não ser em Manaus, onde todo mundo me conhece desde pequena”.

Publicidade
Publicidade