Terça-feira, 19 de Novembro de 2019
Buzz

Fabíola Gadelha vira passista por um dia no programa de auditório Hora do Faro deste domingo (15)

No programa especial de Carnaval, a apresentadora amazonense é desafiada por Rodrigo Faro a mostrar que tem gingado



1.jpg Rodrigo Faro lança um desafio para Fabíola Gadelha: ela terá de se transformar em uma passista.
13/02/2015 às 15:49

Prepare o fôlego e afaste os móveis da sala, porque a Hora do Faro deste domingo (15/02) é especial de carnaval e vai colocar todo mundo pra dançar. A empolgação começa com a história de Negra Lu, uma carioca de 34 anos que passou por muitas tristezas na vida e resolveu sair da depressão por meio do samba. Mãe de dois filhos, ela teve uma reeducação alimentar, perdeu 40 quilos – chegou a pesar mais de 120 quilos! – e foi para a quadra da Caprichosos de Pilares. Ali, Negra Lu deu início à sua nova fase, virou destaque em escolas de samba e agora é uma passista cheia de graça. 

Empolgado com a apresentação da moça, Rodrigo Faro lança um desafio para Fabíola Gadelha: ela terá de se transformar em uma passista. A jornalista não perde a chance de mostrar que tem gingado e surge no palco como ninguém jamais viu. Samba no pé e sorriso no rosto conquistaram a plateia, que foi ao delírio! Tudo isso ao som da bateria da Império de Casa Verde, uma das escolas de samba mais tradicionais de São Paulo. O grupo baiano Babado Novo também agita a atração.



 Assim como Negra Lu, tem mais gente querendo mudar de vida. Por isso, Marcio Silva da Cruz inscreveu sua mulher, Jaciane, de 32 anos, no quadro Arruma Minha Esposa. Tão jovem e mãe de duas meninas, ela tem muita vergonha de sua aparência, principalmente por conta da falta de dentes. Suas filhas também ficam envergonhadas quando a mãe tem de ir às reuniões da escola. Assim, ela passará por alguns tratamentos para voltar repaginada e muito mais feliz. 

O programa faz ainda uma homenagem a Reginaldo de Túlio no O que Você Ganha com Isso?. Com pouco conhecimento em cinema, mas muito interesse pelo assunto, ele foi o criador da ONG Cine Favela, fundada em 2004. Além de abrir um espaço para exibição de filmes em Heliópolis, ele também incentivou a produção de conteúdo por parte dos moradores. O projeto deu certo e ele já contou com apoio de Braulio Mantovani e Laís Bodanzky. Quem vai contar um pouco de sua trajetória é Léo Santana, que participa do Revirando Gavetas. O cantor não só se emociona, como também vai revelar um segredo para Faro. Imperdível!


*Com informações da assessoria de imprensa da Record.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.