Publicidade
Entretenimento
Vida

Famoso site especializado Miojo Indie elege clipe de Manaus como um dos melhores de 2015

“Lulu”, da Luneta Mágica, foi apontado pelo site ao lado de artistas internacionais como David Bowie e Björk 01/01/2016 às 11:31
Show 1
O clipe foi gravado no centro com baixo orçamento
Acritica.com Manaus (AM)

“Lulu” entrou na lista de melhores clipes de 2015 do Miojo Indie, site de alcance nacional especializado em música e cultura pop. O resultado da parceria da Artrupe Produções Artísticas com a banda Luneta Mágica ficou ao lado de produções de David Bowie, Anitta, Emicida, Björk e do diretor Paul Thomas Anderson.

Para o vocalista da Luneta Mágica, Pablo Araújo, a entrada de “Lulu” na lista coroou um ano de conquistas para a banda amazonense. ‘O público e a crítica receberam muito bem o nosso último álbum, ‘No Meu Peito’. Entramos em várias listas de melhores do ano e recebemos vários elogios. Agora foi essa indicação do Miojo Indie, que nos colocou ao lado de artistas que a gente admira”.

Pablo ressalta a importância da parceria com A Artrupe, que veio pra ficar. A produtora cultural amazonense se doou à causa, afirma o vocalista. “Sou um cara muito cuidadoso com o material da banda. De início fiquei preocupado, mas fiquei tranquilo quando vi que a equipe se preocupava muito com a qualidade do clipe. Eles ensaiaram muito, pensaram muito. No fim, o resultado foi mais do que satisfatório. A equipe traduziu perfeitamente o que a gente queria com as imagens de ‘Lulu’”.

Rafael Ramos, diretor do clipe e produtor cultural da Artrupe, ficou surpreso com a entrada de “Lulu” na lista do Miojo Indie. “Estar ao lado do Paul Thomas Anderson e Björk é surreal”. Para ele, o clipe mostra a Manaus urbana para o resto do Brasil, consolida a Artrupe como produtora cultural e faz um processo árduo ter valido a pena.

“O orçamento era baixo, tinha muita figuração, filmamos no Centro à mercê do fluxo das pessoas, fizemos um preparo intenso com a atriz, Hamyle Nobre”, explica ele, ressaltando em seguida que, apesar (ou por causa) dos desafios enfrentados, “Lulu” virou um dos seus trabalhos mais reconhecidos e lhe despertou interesse de explorar novas direções no audiovisual.

Próximos passos

A Luneta Mágica vai continuar divulgando “Lulu” e mandando o clipe para festivais, conta Pablo, adiantando que a banda vai investir maciçamente no audiovisual em 2016. “Vamos fazer sessões ao vivo e já estamos pensando no próximo clipe”.

Por sua vez, a Artrupe já entrou na pós-produção do curta “O Tempo Passa”, dirigido por Diego Bauer e com apoio da ManausCult, ensaia a peça “Obevandiva”, escrita e dirigida por Francis Madson e também com apoio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos, e pensa nos próximos projetos na área do audiovisual. Rafael Ramos vai encabeçar alguns deles.

Publicidade
Publicidade