Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
RENASCIMENTO

'Fênix’: ex-Chiclete, Bell Marques lança seu primeiro registro em carreira solo

Gravado em Fortaleza, no último réveillon do Marina Park Hotel, a turnê, intitulada Fênix, assim como o DVD, traz o repertório que marca a sua nova fase da carreira



bell.jpg
11/07/2016 às 21:46

Após 30 anos a frente de umas das bandas de axé mais famosas do país – a Chiclete com Banana -, o cantor Bell Marques está lançando o primeiro registro solo de sua carreira em forma de DVD. Gravado em Fortaleza, no último réveillon do Marina Park Hotel, a turnê, intitulada Fênix, assim como o DVD, traz o repertório que marca a sua nova fase da carreira. O produto foi lançado no início do mês num show em São Paulo com todos os ingressos esgotados.

Em conversa com A Crítica, Bell revelou os motivos que o fizeram intitular o nome da turnê como “Fênix”. “Eu ia deixar para pensar em um nome no último segundo até ler alguém, nas minhas redes sociais, me falando na fênix e no que ela representava que é a possibilidade de ressurgimento, de renascimento. Não que eu tenha desaparecido, mas passei o primeiro ano de carreira solo tentando me encontrar, experimentando coisas novas até poder dizer que estou pronto pra voltar com tudo”, afirma.

O show

No novo show, que conta também com grandes sucessos de sua carreira, inclusive clássicos do Chiclete com Banana, Bell Marques apresenta novos sucessos como “Minha Deusa” (Cabelo de Chapinha), entre as mais tocadas do Carnaval de Salvador em 2016, “Desce Coladinho” e “Patinha na Areia”, além de Amor Bacana, gravada com Wesley Safadão, no DVD, e “Cê Quer Fazer Amor”, que o artista gravou com os filhos, Rafa Marques e Pipo Marques, da banda Oito7Nove4.

 “Ter meus filhos é mais do que especial. Eles acompanharam de perto todo esse processo de transição na minha vida profissional, me deram todo o apoio, me ajudaram 100%. Precisava deles comigo ali no palco, nesse trabalho gigantesco e tão importante pra mim”, diz.

“Safadão é muito amigo, um parceiro de muito tempo, que gosto muito e que aceitou prontamente o convite para cantar comigo numa data que sei que é difícil reunir muitos artistas. Como ele faria show perto, assim como meus filhos, consegui juntá-los nessa noite maravilhosa. Queria ter chamado muitos outros artistas amigos e parceiros, mas grande parte estava com shows longe na virada do ano e não conseguiriam chegar a tempo de comemorar comigo essa nova fase”, complementa.

Após o lançamento em São Paulo, o show segue por todo o Brasil e já tem data para ser apresentado no exterior. Oito anos após sua última turnê pela Europa, na época ainda à frente do Chiclete com Banana, Bell Marques volta ao velho continente em novembro para uma série de quatro apresentações, em três países: Suíça, Portugal e Inglaterra. A maratona será aberta em Zurique no dia 3 de novembro, antes do cantor apresentar a turnê Fênix em Portugal, nos dias 4 e 5 de novembro, nas cidades de Guimarães e Lisboa, respectivamente. No dia 6, o cantor se apresenta pela primeira vez em Londres

Sobre visitar Manaus, o cantor revela seus planos. “Fizemos o lançamento em São Paulo, no dia primeiro de julho, com todos os ingressos vendidos. Já temos datas esgotadas, como em Belo Horizonte, no começo de agosto, e sonho muito em voltar a Manaus, que não visito há um bom tempo. Quero que esteja na lista em breve e quero ter um tempo pra fazer um passeio bacana!”, afirma.

Carreira solo

Em um vídeo publicado em setembro de 2013, o cantor surpreendeu o público e anunciou sua saída do grupo baiano de axé para lançar sua carreira solo. Emocionado, ele afirmou no vídeo que o carnaval do ano seguinte (2014) seria o último à frente da banda. “Essa minha decisão não representa um caminho novo, mas um novo jeito de caminhar. Seguirei, depois do carnaval, cantando sozinho”, disse Bell na época.

Para trilhar o novo caminho, Bell garante que o amor pelo trabalho é o principal motivo para continuar. “Pode parecer piegas, mas é o que move o artista de verdade. Nenhum artista aguentaria a rotina puxada de shows, de entrevistas, de gravações se não gostasse do carinho dos fãs e de poder levar alegria a tantas pessoas. É um trabalho difícil, mas muito prazeroso. Esse prazer, o gostar do que faço é o que me motiva, mesmo depois de tantos anos”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.