Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019
Vida

Férias exigem cuidados redobrados com a exposição ao sol

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), doenças como o câncer de pele se tornaram mais frequentes no Brasil, onde foram registrados 134.170 casos somente em 2012



1.jpg "Exposição intensa e esporádica ao sol é o principal desencadeante de câncer de pele", afirma Alcidarta Gadelha
30/11/2013 às 19:48

As férias estão chegando e nessa época diversas pessoas buscam relaxar em cidades litorâneas do País e do exterior. Porém, é preciso tomar certos cuidados antes de se expor ao sol, pois, ao invés de relaxar, pode-se acabar adquirindo problemas futuros, como o câncer de pele. No último dia 30, comemorou-se o Dia Nacional de Combate ao Câncer da Pele.

“Tem que ter muito cuidado, pois foi demonstrado que essa exposição intensa e esporádica ao sol, como ocorrem nas férias, é o principal desencadeante de câncer de pele, tanto o não-melanoma quanto o melanoma, que é o pior de todos. Também exposições em cabines (de bronzeamento artificial ou para tratamento de doenças) aumentam o risco de uma pessoa desenvolver câncer de pele”, alertou Alcidarta Gadelha (foto à direita), membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.



Números

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), em 2012, no Brasil, foram estimados 134.170 casos, sendo 62.680 homens e 71.490 mulheres. Esse é o câncer mais frequente no Brasil e corresponde a 25% de todos os tumores malignos registrados no País. Apresenta altos percentuais de cura, caso seja detectado precocemente.

“O maior local de incidência de câncer de pele no País é na região Centro-Oeste, depois Sul, seguido do Sudeste. São mais afetadas pessoas exposta ao sol e com fototipo claro”, diz Gadelha, revelando que a fotoproteção não é somente para ser realizada por meio de substâncias químicas, os chamados fotoprotetores.

“Você pode usar um fotoprotetor na pele. A primeira coisa importante é passar uma película protetora, homogênea sob ela, pelo menos 30 minutos antes de se expor ao sol. A gente vê pessoas na praia passando protetor solar, mas, na verdade, isso deve ser feito em casa, antes de ir para a caminhada, antes da exposição ao sol. O tipo de fotoprotetor que você vai usar deve ser direcionado de acordo com a exposição e o seu tipo de pele. Quanto mais claro, maior o FTS (Fator de Proteção Solar). Pessoas com uma pele oleosa devem usar gel e pessoas com pele seca um creme ou loção”, complementou o médico.

Outras proteções

O especialista salientou que o uso de óculos escuros é de extrema importância, pois protege os olhos, não somente de rugas, mais de câncer de pele na área da pálpebra – que é muito comum –, além da catarata. O uso de boné, chapéu e camisa também é recomendado. “Aqui em Manaus, pelo fototipo de pele, o fator (de proteção solar) 30 é, normalmente, o suficiente, mas há pessoas com doenças de pele que necessitam de fatores de proteção maiores”.

Mais comum

O dermatologista revelou que o câncer de pele mais comum é o carcinoma basocelular, que representa 70% dos cânceres de pele.

“Ele começa com um ‘carocinho’ translúcido, às vezes com uns vasos sanguíneos na superfície e pode evoluir para uma ulceração. A grande maioria dos casos ocorre nas áreas expostas ao sol, como nariz e pálpebras (ou próximas delas). No entanto, o mais perigoso é o melanoma, que representa apenas 4% dos casos, mas ele pode dar metástase, lançando células (doentes) quando passa de um milímetro de profundidade. Passando disso, há um alto índice de metástase, jogando células para o cérebro, ossos... É muito difícil de cuidar”.

Existem dois grupos de câncer de pele: o não-melanoma e o melanoma, segundo explicou Gadelha. O não-melanoma pode ser tratado com laser em conjunto com substâncias químicas, sendo raras intervenções cirúrgicas. Já o melanoma é tratado com uma incisão cirúrgica. A maioria dos cânceres de pele ocorre acima dos 40 anos de idade.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.