Domingo, 20 de Outubro de 2019
Música

Fernando Anitelli apresenta show em voz e violão d'O Teatro Mágico

Apresentação acontece nesta sexta (13), às 20h, no Teatro Manauara



FA3_Branco_Foto_Filipe_Nevares_CF2548BC-47DC-48D2-82F7-4420D3168B9B.jpg (Foto: Filipe Nevares/Divulgação)
12/09/2019 às 16:54

As performances aéreas circenses e os muitos musicistas dão lugar a uma cadeira no palco. Nele, há também um mancebo (suporte utilizado para pendurar roupas e chapéus) e dois violões: um de aço e outro de nylon. Surge então o vocalista Fernando Anitelli, que se desbrava a contar as histórias de como as músicas de O Teatro Mágico surgiram. Sob esta roupagem intimista, o artista se apresentará em Manaus nesta sexta (13), com o show “Fernando Anitelli apresenta: O Teatro Mágico Voz e Violão”, no Teatro Manauara.

Há dois anos, O Teatro Mágico faz shows em voz e violão a pedido do público. “Porque se aproxima muito desse universo de sarau”, coloca Fernando. A interação – e a imprevisibilidade - do público é fundamental neste processo. “Tem um momento do show que eu abro o microfone para o público e o pessoal recita poesias, ou canta músicas. Tem pedido de casamento, aquelas coisas inusitadas que a gente não sabe que vão acontecer. Eu me travisto do personagem d’O Teatro Mágico, tocando as músicas no violão, da forma como elas são compostas, com as referências e versões”, relata ele.



De acordo com Anitelli, a resposta do público ao formato compacto da trupe é maravilhosa. “Gravamos esse ano um DVD em Belo Horizonte para 1.200 pessoas no Sesc Palladium”, diz. É aí que os poucos elementos no palco viram muito – conduzidos pelo respeitável público. “Levaram balões, bateram palmas – porque esse formato nos aproxima muito – e as pessoas cantam como se tivessem numa sala, numa roda. Essa relação orgânica com o público é muito presente. Sempre tem alguém transfigurado num personagem, gente que vai maquiada”, celebra.

Sucessos como “O Anjo Mais Velho”, “Ana e o Mar” e “Nosso Pequeno Castelo” são músicas confirmadas no show da capital amazonense. Faixas as quais o público cativo de fãs da trupe está acostumada a cantar “a plenos pulmões”, todos fascinados pela palavra d’O Teatro Mágico. Aliás, a palavra é um dos elementos fundamentais do grupo.

Com sábios jogos gramaticais, O Teatro Mágico consegue tecer uma aura poética sobre as letras. Em um mundo onde se faz o mau uso da palavra – onde alguns se utilizam das redes sociais para criticar tudo a qualquer custo – a funcionalidade das letras do grupo se firma como transmutadora de emoções.

“A palavra é uma medicina e é um veneno. A gente poder fazer uso dessa ferramenta construtiva é fundamental. Nesse momento tão sombrio espero que a gente possa ser luz, que nossos comentários nas redes possam ser construtivos. A gente tem que saber coexistir com as pessoas de maneira que nos amadureça”, pondera Anitelli.

Para Fernando, é fundamental ser quem a trupe é e saber que o uso da palavra tem uma responsabilidade gigante. “Colocamos isso além das nossas canções e do nosso gesto. Assim que fazemos as nossas relações. Me perguntam ‘como são os 15 anos de carreira?’. Digo que é de uma responsabilidade gigante. Não podemos soltar da mão de ninguém e esquecer do que somos”, declara.

Registro

O memorável show registrado em Belo Horizonte vai virar DVD, a ser lançado antes do mês de novembro, segundo o cantor e compositor. “Aliás, neste momento estou no estúdio editando esse DVD, vendo as imagens, analisando qual cortar e qual deixar. Depois é só entrar nas redes sociais (@oteatromágico) e acompanhar as notícias que vamos publicar por lá”, pontua Anitelli.

Os shows intimistas, em voz e violão, precedem a fase de agitação que virá em 2020: Fernando afirma que o próximo álbum da trupe – cujo nome, segundo ele, ainda não pode ser revelado – deve chegar ao público no ano que vem. “Estamos com 19 canções, temos que escolher menos. A trupe está voltando com as performances aéreas e os musicistas todos”, completa.

Serviço

o quê: Fernando Anitelli apresenta: O Teatro Mágico - Voz e Violão

quando: 13 de setembro, às 20h

onde: Teatro Manauara - Manauara Shopping (Av. Mário Ypiranga, 1300, Adrianópolis)

infos: (92) 3342-8032

Subeditora de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.